Espelho

Como nada se cria, procuro sempre um espelho para me inspirar

Sabe aquele professor que faz valer a pena pegar uma hora de trânsito só para assistir à aula dele? Sabe aquela matéria que te faz ir todas as aulas mesmo que não tenha chamada? Sabe aquele conteúdo que te faz pensar não só na disciplina como na sua própria vida? Pois é…eu tive isso este ano.

Confesso que a primeira aula de quinta-feira foi sempre a mais aguardada da semana. E não é porque estava perto do final de semana não!! É porque o professor é realmente muito bom.  Á primeira vista, você não dá nada. Um cara magrelinho do tipão nerd que chega sem carregar material nenhum. A aula dele só é giz na mão. Ele era daqueles que inicia a aula às 19h em ponto e prende a sua atenção até o bater do sinal.

Antes que as mentes maliciosas se manifestem quero deixar claro que não me refiro a beleza (eu não vou pra faculdade ficar babando em professor), mas sim ao conteúdo. Ele sabe muiito. Desde citações inacreditáveis de livros que você nunca ouviu falar, falando a página, parágrafo e tudo milimetricamente igual, até analogias que você nunca parou para pensar.

Falando assim até parece que ele é o nerd insuportável, mas não. Você pode conversar sobre qualquer assunto: desde Crepúsculo ao pensamento de Freud sobre a sociedade. É inacreditável. Tão jovem e já com doutorado e livros lançados, esbanja simpatia e conhecimento.

Pena que ontem foi o derradeiro dia de aula com ele. Podia ter mais dois anos que a gente não enjoava. Tenho certeza que muitos da minha turma ou que já tiveram aula com ele, pensam igual.

Já fizemos nossas homenagens: milhares de maçãs no dia dos professores, uma instalação de giz na mesa da sala de aula e ontem aplausos quando ele anunciou que o programa estava terminado.

É realmente o espelho que eu estava buscando. Encontrei ali…na minha segunda faculdade.Foi vendo pessoas assim que me entusiasmei a seguir em frente e entrar de vez no mundo acadêmico. Um dia ainda serei professora universitária e espero chegar perto do que ele sabe.

Olha só o que ele fala sobre ser professor:

“Os melhores professores que tive eram professores por vocação.
Não faziam das aulas um bico ou complemento de renda. Era sua diversão e, por coincidência, seu trabalho.
Ensinar, para eles, era parte de um processo de aprendizagem: os melhores professores que tive não sabiam apenas ensinar, mas tinham uma vontade constante de aprender.”
Leia mais.

Anúncios

2 thoughts on “Espelho

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s