Sem medo de mudar

É cada vez maior o número de alunos e jovens profissionais que ficam insatisfeitos com a profissão ou curso. O que fazer numa situação dessas?

Por Livia Di Bartolomeo

Ter que escolher a carreira muito jovem é um desafio que milhares de estudantes enfrentam todos os anos. São tantas as opções que a tarefa não é nada fácil, ainda mais com 17 anos, idade em que muitos prestam os vestibulares.

Às vezes pode acontecer de você passar no curso e quando chega lá não era exatamente aquilo que esperava.  Segundo a tese de Yvette Piha Lehman, do Serviço de Orientação Profissional do Instituto de Psicologia da USP, cerca de 44% dos estudantes abandonam a faculdade por terem escolhido o curso errado.

Raquel Nardes, 22 anos, tinha certeza de que terapia ocupacional era o que deveria fazer na vida, mas quando entrou na Unifesp de Santos, se decepcionou. “Não era nada do que eu imaginava, a carreira é linda, mas não é pra mim”, afirma. Raquel diz que o curso era muito puxado e que percebeu que não tinha aptidão para a carreira.Ela terminou o primeiro ano insatisfeita e quando decidiu que queria mudar de curso os vestibulares já tinham terminado. “Acabei fazendo mais um ano de T.O. até prestar e entrar na Faculdade Cásper Líbero. Meus pais só souberam quando eu passei, mas me apoiaram sabendo que eu seria feliz na nova escolha”, diz a estudante do terceiro ano de jornalismo.

Gabriela Nakashima, 20 anos, escolheu análise de sistemas por influência da família, mas logo viu que o curso não era pra ela. “As pessoas que vão para esta área geralmente já passaram por algum curso técnico, mas eu não tinha noção de nada, era tudo muito difícil.” Na dúvida, ela resolveu fazer cursinho pré-vestibular ao mesmo tempo em que fazia análise de sistemas, até que passou em engenharia florestal e assim saiu da Fatec e foi feliz para a UfsCar. “Escolhi esta graduação porque é uma engenharia que mexe com biologia e é isso que eu quero. Fiz um estágio, passei três dias no meio do mato e adorei. Vou fazer isso pra vida inteira”, afirma a estudante do primeiro ano da UfsCar.

Mudança de carreira

Marina Abreu, 26 anos, é advogada e trabalha em um escritório na zona sul de São Paulo. Escolheu o direito porque considera uma área com um amplo leque de opções de trabalho, mas durante o curso, pintou a dúvida se era aquilo mesmo que ela queria fazer. “Eu já estava no terceiro ano e resolvi terminar, vai que mudava de ideia. Me formei, entrei no mercado de trabalho e tive certeza que aquilo não era pra mim.”

Marina resolveu ser comissária de bordo, mas a nova carreira durou apenas seis meses porque não era o tipo de vida que ela esperava. Acabou voltando a trabalhar com o direito, mas resolveu investir em outra graduação. “Meu marido é dentista e eu sempre acompanho ele. Às vezes vou no consultório e foi assim que percebi que era uma área que me interessava”, afirma. Hoje, ela cursa o segundo semestre de odontologia na FMU e está super contente. “Me divido entre a faculdade e o trabalho com o direito. “É puxado, mas totalmente válido.”

Mudar de curso ou carreira pode ser assustador, mas pode ser uma boa experiência. “Nunca vou esquecer o que aprendi com terapia ocupacional. Essa experiência me deixou muito mais madura e se alguém me perguntasse se deveria mudar eu diria sim, com certeza”, afirma Raquel. Para Gabriela, a mudança é boa quando a pessoa percebe que não se encaixa na profissão. “Se você não se vê trabalhando com aquilo, mude. Faça aquilo que te agrade.”

Se você não está contente com a faculdade, assista ao vídeo da série “Pra Onde Vou?” e veja as dicas da orientadora profissional Ivelise Fortim. Ela fala a respeito da indecisão de mudar de curso e diz quando vale a pena.

Publicado no site Ikwa em 27/01/2010

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s