Treinos de março


Mas que vergonha de postar hoje! Mas, devo ser sincera comigo e também se tem alguém aqui me acompanhando, devo ser honesta também.

O mês de março foi meio vergonhoso em relação aos treinos. Apesar de ter emagrecido (fui de 69,2 para 67,7 neste mês) eu quase nem fui treinar. Cuidei bem da alimentação, mas deixei a desejar nos treinos como podemos ver na imagem abaixo.

treinos de março

Eu deixei de cumprir a meta de ao menos três vezes por semana, o que significa que em abril deverei ir de 4 a 5 vezes para compensar. Justo, né?

Tenho que ter mais disciplina e me programar melhor. Eu faltei por falta de organização. Ora não acordava cedo, ora chegava tarde em casa e não ia. E isso está errado. Eu devo colocar o exercício físico como prioridade no meu dia. Um tapa na minha cara! Poderia ter emagrecido muito maissssss…nem tanto em peso, mas em medidas. Sua tonta, acorda pra vida saudável rs.

E que abril seja melhor, MUITO MELHOR!

Anúncios

Treinos de janeiro


Olá,

Uma das metas de ano novo era também anotar todos os treinos, sem pular um dia sequer. Eu uso um aplicativo e também site chamado Runstatic. Existem vários, mas este eu me encaixei bem. Além de registrar as nossas atividades físicas, ele é rede social e conversa com outro aplicativo/site que uso: myfitnesspal. Assim, cada vez que subo um treino, ele automaticamente atualiza as calorias gastas no site onde anoto o que como.

Claro que não levo ao pé da letra as calorias gastas porque a gente sabe que cada organismo é de uma forma, mas dá pra ter uma base. Segue abaixo o meu calendário de treinos. Lembrando que iniciei a reeducação alimentar no dia 2 de janeiro de 2014.

 

treinos janeiro

Resumindo: em 30 dias, deixei de treinar 11. Ora era dia off, era foi porque me atrapalhei e não deu tempo de treinar. Eu tenho sérios problemas em gostar de musculação, mas dividi (com a ajuda do marido) o meu treino assim:

Treino 1: Costas + Tríceps + Corrida
Treino 2: Pernas + glúteos
Treino 3: Peito + Bíceps + corrida
Treino 4: Pernas + glúteos (outros aparelhos e sequências)
Treino 5: Ombros + corrida
Treino 6: Pernas + glúteos

e vai repete…

Claro que o abdominal tem entrado quase todos os dias pra dar aquela fortalecida rs. Normalmente faço um aquecimento na bike de 5 a 15 minutos, vai depender do meu tempo para treinar.Fico, em média, 1h30 na academia. Teve dias que corri na rua e acabei deixando a musculação de lado. Juro que estou tentando me disciplinar, mas não é fácil.

E você, como divide o seu treino?

 

 

 

 

E depois da primeira vez?


11Não é tão fácil assim começar algo novo: um novo emprego, namoro, uma academia….por isso que acredito que a segunda vez já mostra alguma coisa. Não que isso signifique que você vai fazer aquilo para sempre, mas que ao menos, se dispôs a tentar mais uma vez.

Ontem foi a minha segunda aula de muay thai. Fui com menos medo do desconhecido e me “joguei”. Aguentei bem mais a parte aeróbica, o que tive dificuldades foi a flexão mesmo porque ainda não tenho força suficiente para aguentar o meu peso. Mas já comecei a sentir mais firmeza em mim, sem medo de cair na hora de dar os chutes e aprendendo a lidar com a dor da canela batendo no saco.

Está sendo interessante. Já comecei a procurar pelas bandagens e luvas para me proteger do jeito certo. Mas tenho curtido. A disciplina no tatâmi é algo que me impressiona. Tenho que confessar que gosto de disciplina, as pessoas levando as coisas a sério, concentradas naquilo que se propuseram. Já falei que é uma delícia chutar aquele saco? Sério, pensa numa coisa que alivia todas as tensões do dia? Então…  No dia seguinte, senti menos dores. É ir me acostumando pra em breve voltar com as outras aulas e treinos. Simbora…vamos ver no que isso vai dar.

5ª semana de malhação


Quase nem deveria escrever este post, mas é bom caso eu não tenha o resultado esperado. A semana começou sem academia: segunda e terça eu tive consultas médicas e fui direto trabalhar. Com o início do meu curso extra de noite, também na segunda, a malhação ficou meio que para trás. Os efeitos foram praticamente instantâneos. Me sinto MUITO mais cansada, desanimada e sem vontade de fazer nada.  Fora que a dor de cabeça me atacou as duas noites. Tenho certeza que é a má alimentação. Tenho comido fora e mesmo sendo comida de verdade, os alimentos nunca são preparados como em casa, não é? O estufamento é enorme, mas a tal fome oculta estimula as dores de cabeça.

No dia 27 eu tinha começado a ficar sem chocolate, continuo firme neste propósito e também não bebo refrigerante desde então.  São mais 55 dias até o meu aniversário e eu quero me dar de presente um corpo mais magro e saudável.  A minha preocupação coma glicose pode até ter diminuído, mas tenho um novo “vilão”.

Alguém aqui já ouviu falar em cortisol? Pois é, este hormônio está me dando um trabalho…que falo em outro post.

Na quinta-feira não teve jeito. Mesmo acordando exausta, lá fui eu correr na esteira. Para a minha surpresa, mesmo muito esbaforida, fiz meus 5 km em 38’30”. – Novo recorde!  A diferença para sexta passada foi assim:

1) 1, 5 km a 7 km/h
2) 500 metros de caminhada a 6km/h
3) 1 km a 8km/h
4) 500 metros a 6 km/h
5) 1 k a 9km/h
Finalizei a série caminhando a 6km/h e diminuindo até parar. Foram 6 km em 51 minutos.

Na sexta-feira o único exercício que fiz foi a aula de dança.

Conversando com a endócrino o ideal seria ter 180 minutos de exercícios aeróbicos por semana. Vou tentar manter 200 minutos porque em 5 dias daria 40 minutos por dia. Pouca coisa que dá para fazer, ainda mais nessa reta final para a minha primeira corrida. Se um dia eu precisar faltar, recalculo e aumento o tempo de esteira nos próximos dias.

Esta semana eu me pesei em três lugares: em casa, academia e médica. Os resultados foram: 65 kg, 66,5kg e 66 kg. Tenho a gigante vontade de chegar aos 60 kg até o meu aniversário. Acho que vai rolar porque cortei o chocolate e o refrigerante.

Semana fraca eu sei, mas como disse no início do post, é bom registrar pra depois não reclamar da falta de resultado.

De volta à malhação!


Iniciei 2012 empolgada para malhar. Ok, quase todo mundo que tem como resolução do ano emagrecer, começa a primeira semana com tudo!! hahaha A ideia é manter isso pelo ano inteiro.

O primeiro exercício do ano foi a minha não mais odiada corrida. É, vou explicar. Como eu não tinha fôlego algum, eu dizia odiar correr porque quase desmaiava toda vez que subia na esteira. Não que hoje eu seja uma maratonista, mas pelo menos já consigo trotar por um tempinho…Claro que estou intercalando com caminhada, mas o sonho é conseguir correr muito! A primeira meta é correr 5 km direto, sem parar. O máximo que consegui foi 1,5km! Tem muito chão ainda, mas sei que a prática vai me ajudar e muito.

Na terça-feira voltei a pedalar. Jesus do céu! Tinha esquecido que ficar muito tempo sem fazer spinning doeria a bunda! A falta de fôlego não era nada comparada à dor daquele banquinho. E olha que eu coloco aqueles bancos em gel para aliviar. A aula foi endurance, pedalar muito com variação de carga e ainda sentada. Foi legal. Cansa, mas a endorfina compensa. Com certeza. Depois disso, aquele alongamento para não sentir dor é fundamental.

Na quarta voltei ao Jump! Já tinha ouvido falar que podemos perder muitas calorias durante o exercício, mas quis ver isso na balança. Na academia, tem uma diferença de quase 2kg da balança de casa (não sei porque…mas acho que devo seguir a da academia por causa da avaliação física). Lá, antes da aula acusou 66,8kg. Pulei os 45 min com esforço, mas sem levantar muito os joelhos porque ainda não tenho tanta força. Transpirei demais. Depois da aula, me pesei e deu 66,4kg! Quase 0,5kg de água! Nossa…bem que poderia ser de gordura, né? Seria bem mais fácil emagrecer.

Depois veio o Pilates. Haja força no abdômen! Nossa senhora! Tudo você tem que usar a pança…sinto minha barriga mais dura (já faz uns 4 meses que faço), mesmo que tenha bastante gordura para queimar. Fora que a melhora no alongamento é sensacional. A primeira coisa que percebemos é isso…hoje eu já encosto nos pés. Há um ano, minhas mãos nem chegavam na canela. A meta é bater a cabeça no joelho!! hehe e vamos que vamos.

Na quinta de manhã resolvi correr de novo. Bem pouco, é claro. Corri apenas 5 minutos, mas 8,5 km/h…pra mim essa velocidade é um desafio ainda. Mas consegui mandar o ritmo. Depois dessa corrida leve, fui para o spinning novamente. A bunda ainda doía muito, mas consegui pedalar melhor. Foi aula que teve montanha, daí não judiou tanto de ficar sentada. Foi demais! E depois, o alongamento, claro!

Na sexta (hoje) fui correr de novo. E um novo recorde para a Livia: corri duas séries de 10 minutos a 7km/h sem parar! Nossa…que delícia. Em breve devo aumentar a velocidade ou o tempo e quem sabe correr em uma corrida de rua de 5 km!

Tenho cuidado da alimentação. Shake de manhã e a noite. Almoço e lanches leves e muita, mas muita água. Quero dar uma ênfase na parte aeróbica antes para depois entrar com a musculação de novo.

É isso aí. Tem uma semana para o exame de sangue! Espero ter bons resultados. Avaliação física, só no fim de janeiro.

Bom 2012 para todos com muito mais saúde! Gordinha nunca mais!

Adeus ano velho, Feliz ano novo…


E chegou a hora do derradeiro post de 2011!  Hora daquele super-hiper-mega balanço do ano. Vamos lá?

O ano de 2011 começou com uma novidade sensacional: fiquei noiva! Pois é…em frente à praia, logo após o primeiro almoço do ano eu fui pedida em casamento. Super emoção! Dias depois me matriculei em um academia. Estava com 65,6 kg e 32% de gordura. Colesterol e triglicérides altíssimos! Tinha chegado o momento em que não poderia mais fugir de cuidar da minha saúde.

A academia foi uma novela. Faltei muito em alguns meses, ia todos os dias em outros, mas não cuidava muito da alimentação, mudei isso no derradeiro trimestre. Cheguei a perder muito peso, engordar demais, mas encerro o ano mais magra, triglicérides e colesterol baixíssimos,mas na luta para diminuir a glicose e a insulina no sangue. E claro que uma das resoluções para 2012 é diminuir essa taxa de gordura para 20%, no mínimo e tirar o medo da diabetes da minha frente para sempre.

Na faculdade tive meu grande desafio: produzir um curta-metragem. Foi estressante? Muito! Gratificante? Com certeza. Aprendi um bocado de coisas na marra mesmo e vi que sem organização a vida não anda, nem um curta rs. Percebi que escolhi bem em ter resolvido fazer outra faculdade. Claro que estou um pouco exausta, mas rádio e tv é tão a minha cara! Só que sem o jornalismo, isso não teria acontecido. Bizarro, né?

No estágio eu mudei de função. Estou aprendendo tanto! Cometo alguns erros ainda, infelizmente, mas começo a entender bem melhor o que é um rádio comercial. Bem diferente daquilo que eu imaginava antes de entrar. Confesso que já sei cantar quase todas as músicas hahaha e tenho um pouco de medo de fã de artista. Elas são capazes de cada coisa…nossa senhora! E o melhor de tudo é que cada vez menos eu fico inibida para lidar com pessoas (chefes, ouvintes e o que mais for preciso) e também a entender que cada um pensa diferente e que a união de uma equipe depende do equilíbrio dessas personalidades e o respeito de cada um. É, tô amadurecendo!

2012 será um fim de mais um ciclo! Mesmo que o mundo não acabe como os Maias previram, sei que pra mim um mundo vai terminar: da universidade. Pelo menos da graduação…pós, mestrado e doutorado ficam mais para frente.  O estágio termina e devo ir atrás de emprego (onde estou atualmente ou em algum outro lugar). Vou continuar com a academia, prestar muito mais atenção à minha alimentção e quem sabe já começar os planos efetivos para o casamento.

Me desejo mais calma em 2012. Afinal, ano de TCC, graduação e aquela sensação de “o que vai ser de mim depois de formada?” provam que será um ano um pouco estressante.  Mas…vamos que vamos! Bola pra frente!

Feliz Ano Novo pra todo mundo!!

Saúde!


Já faz alguns anos que eu brigo com a balança (que mulher não briga?rs). Na minha adolescência eu buscava pelo handball e as aulas de educação física uma maneira de emagrecer. Me achava enorme, mas olhando as fotos daquela época, não era tão gordinha não. Só tinha aquele pneu em volta da cintura. Mesmo assim, me achava imensa.

Aos 16 anos entrei em um regime radical. Meu café da manhã eram duas torradas com queijo cottagae. Não comia nada no lanche da escola.Meu almoço era apenas um filé de frango grelhado e duas fatias de alface. Não jantava. E ainda fazia esteira 30 minutos todos os dias. Não demorou muito para que eu emagrecesse 10 kg. Se não me engano, foram 2 meses.

Fiquei magrela, mas a barriguinha ainda saltava. Eu ainda me achava gorda. Virei antissocial. Não saía para comer e percebi que estava com um hálito terrível por mais que escovasse muito os dentes. Só fui perceber o quanto estava magra (49kg) quando tiraram uma foto minha e vi meus ossos saltando, que tinha perdido todas as minhas curvas (não eram muitas) e que eu parecia doente.

Preocupada com a neurose, comecei a comer como gente normal. Cuidava, claro. Não comia nada de fritura e sofria com a ausência de doces, mas me matinha ali no frango grelhado. Porém, continuava antissocial..nunca saía para comer. Quando ia, bebia um copo d´água. Meu peso foi para 56kg e eu estava até que feliz com isso.

Tudo mudou quando comecei a namorar meu noivo. Era realmente chato não sair com ele porque não comia nada. E então, resolvi mudar. Só que eu esculhambei. Não o culpo, culpo a mim mesma.

No primeiro ano de faculdade eu consegui manter o peso. Afinal eu ainda não trabalhava, só estudava de manhã. No meu segundo ano, o bicho pegou. Má alimentação na certa (comer na rua não é nada fácil) e comecei a engordar. Mas não foi muito, fui para 58kg.

Me formei em jornalismo com este mesmo peso (entre subidas e descidas da balança). Entrei de férias e malhei como uma condenada. Iniciei o curso de rádio e tv pesando 56kg novamente. Estava super contente.

Seis meses depois, arranjei o meu primeiro emprego. Com o tempo mais escasso, engordei. Fui para 60kg e eis que o meu desespero começou. Ia de regime e regime até emagrecer. Foi o ano sanfona…emagrecia, engordava, emagrecia e engordava. Saí do meu emprego com 62kg e fui estagiar onde estou atualmente. Mais um sufoco: engordei MUITO.  E para piorar a minha situação os níveis de colesterol e triglicérides em meu corpo eram muito altos. Quando cheguei aos 65,6kg  e 32,7% de gordura e meu nível de desespero foi maior que a aversão à academia.

Em janeiro deste ano, me matriculei. Ia todos os dias. Emagreci 3kg em 45 dias. Estava empolgadíssima.

Eis que a massa magra começa a se desenvolver. O peso não diminuía, só aumentava. Veio o desânimo. Engordei um pouco de gordura sim, mas também de massa magra. Queria resultados mais rápidos. Afinal eu estava malhando todos os dias.

Pela derradeira avaliação (feita em agosto…sim, já tenho que fazer outra) eu vi que estava com 67kg, 30% de gordura e que ganhei 3kg de massa magra. E meu IMC ainda indica sobrepeso.

Claro que o problema está na alimentação. Sou quase viciada em chocolate (difícil ficar mais de 2 dias sem comer), mas estou na luta…sempre buscando forças e incentivo..até encontrar o blog PENSANDO MAGRO. A menina conseguiu, com muita luta, emagrecer 24kg em um ano. Leio os posts dela e me indentifico na maior parte deles e percebi que é possível sim emagrecer.

Falta apenas 1 mês para o Natal. Quero evitar dietas milagrosas que me farão engordar quando eu não aguentar mais seguir à risca. Vou seguir meu treino e dizer tchau ao chocolate. Será que consigo não comer até o dia 24/12? Este é o meu desafio do verão.

Espero conseguir e não me boicotar. Quero marcar a a avaliação justamente na semana do Natal…até mesmo para ter um incentivo e não esculhambar nas festas de fim de ano.

Graças ao esforço de não comer massas e pães eu consegui baixar meus níveis de colesterol e triglicérides para fora da zona do perigo. Mas a glicose..tá alta demais. Por isso, força para não comer doces, principalmente o chocolate.

Será que essa coisa de ficar escrevendo a dieta, sucessos e fracassos funciona? Vou tentar.  Vai que alguém se inspira como me inspirei na Camilla do PENSANDO MAGRO?