Caminho da saúde


Quem disse que fazer atividade física em pleno domingo precisa ser chato? Que nada!

Ontem (sim, domingo, às 9h30), marido e eu juntamos uns amigos e fomos fazer uma caminhada/corrida em volta de um lago lindo! Foi tão bom e divertido que nem percebemos que fizemos exercício por 47 minutos. Dava até para fazer mais, mas é bom respeitar o limite do corpo de quem está começando. 

A sorte ainda é que a pistinha para caminhada era cheia de inclinações o que deu aquela puxadinha básica no corpo. Depois do exercício, aquela confraternização cheia de endorfina regada de melancia e suco de melão. Ô, delícia!

Que todos os domingos possíveis sejam assim! Recomendo pra espantar a preguiça! Segue fotinho para ver a nossa alegria! PS: Tinha mais um, mas foi ele quem bateu a foto.Imagem

 

 

O que eu aprendi no fim de semana…


Quando a gente menos espera acontece milhares de coisas que nos fazem aprender…e muito! Nesse fim de semana passei por esta experiência e gostaria de compartilhar aqui.

1. Viajar na sexta-feira à noite pós-trabalhar pode ser cansativo. Mas se tiver pessoas legais junto com você no carro,a  diversão aparece com certeza.

2. O melhor Ovomaltine do mundo fica na rodovia dos Tamoios. Vale a pena pagar R$ 2,75 por um copo que dificilmente você vai provar sabor tão incrível.

3. Dizer adeus à uma casa pode ser mais estranho do que você imagina. O sentimento de apego briga muito com aquela sensação de que você não pertence mais àquele lugar.

4. Dormir às 0h e levantar às 03h não é impossível, mas cansa….e muito.

5. Não sou só eu que acordo com um baita de um mau humor…muito menos não sou a única que precisa de uns instantes na hora de acorda para assim poder iniciar uma conversa.

6. Tem gente que consegue acordar dando gargalhadas (ainda quero entender isso)

7. As meninas que usam maquiagem sempre ficam com cara de doentes quando acordam sem a maquiagem.

8. Organizar um café da manhã para 9 pessoas é muito difícil. Se acertei o gosto da metade, foi muito.

9. Ir para praia às 4h30 e chegar lá às 5h, dá medo. É tão vazio que qualquer movimento estranho, você arregala os olhos.

10. Ver que a reação das pessoas ao chegar ao lugar que você escolheu foi melhor do que você imaginava, anima qualquer pessoa.

11. Ver o sol nascer atrás da Ilha Bela é sensacional

12. Osbervar a mudança de iluminação e cores na água e naquele píer é como receber um presente de Deus de tão lindo que é.

13. O dia clareia mais rápido do que eu imaginava. Quando eu menos esperei, já tinah amanhecido totalmente.

14. Nunca jogue uma camisa social na água do mar muito menos arraste-a pela areia. Isto mancha, acredite!

15. Um blazer de brechó tem a enorme capacidade de sugar areia. Mesmo lavando 50 milhões de vezes, a areia permanece grudada nele.

16. Viajar de volta para São Paulo às 9h é cansativo. O silêncio no carro dominou a volta inteira. Sinto dó de quem estava dirigindo.

20. Chegar em casa às 13h com o sentimento de dever cumprido é uma das melhoras sensações da vida

21. Perceber que a dor de cabeça só vai passar depois de você dormir as horas necessárias do dia…

22. Perder o sábado inteiro dormindo de picado deixa o seu domingo mais descansado.

23. Contar com as pessoas e ver que o trabalho em grupo é fundamental

24. Aprender a respeitar as diferenças e confiar na capacidade de cada um…

25. Os borrachudos também habitam São Sebastião

26. Molhar o pé na água alivia a picada de borrachudo, mas não evita

27. A formação de nuvens de chuva perto da serra parece fumaça de poluição

É…quanta coisa para um fim de semana…isso porque só tenho 24 anos…

Fim de férias


Julho está chegando ao fim e com ele as minhas férias. Opa, que férias? Da faculdade.  Trabalho continuo firme e forte. hehehe
Não sei por que, mas me bateu aquela vontade de fazer como a Bridget Jones: um balanço do que passou.  Preparados?

Kgs perdidos: não interessa (aha – risada maléfica)
Encontros com amigos que não via há tempo: 3
Livros lidos: 2
filmes assistidos: 5
Posts publicados: 13
Exame do Delf: aprovada!

Ok, acho que já deu para entender como foram essas férias. Pude descansar bastante, dormi 8 horas por noite: olha só que maravilha! Me sinto mais leve e preparada para a maratona que vem por aí! Ok, acabo de perceber o quão inútil foi este post. Mas como já escrevi..vai pro ar. Ainda bem que está no bate papo…papo furado, deveria chamar.

Encontros e desencontros


Sabadão de manhã. Dez horas em frente à entrada do shopping. Foi lá que os recém-formados do nível avançado da Aliança Francesa resolveram comemorar a aprovação no Delf B2. Alunos e, é claro, a professora só exibiam sorrisos. O clima era de amizade. Conversas sobre passado, presente e futuro circularam, ainda mais com a presença da pequena Camila , uma menininha linda de dois anos, filha de um dos alunos.

No meio do encontro, uma surpresa: meu celular toca com um número estranho.

– Alô?

– Livia?

– Sim, quem é?

– A Fabi.

– Que Fabi? – perguntou tentando buscar na memória todas as Fabianas que conhecia.

– Da cocada da imigração!

Nossa! Por essa, não esperava!

– Fabiiiiiiiiiiiiiii!! Nossa..quanto tempo!!

– Vocês estão onde?

– No café Blenz, do shopping.

– Tô indo ae. – e desliga o telefone.

“Nossa, Fabi! De onde ela achou meu telefone?”

Para quem  não sabe, estudei com ela alguns níveis do francês, mas ela se despediu da gente no intermidário 3 para morar no Canadá. Isso faz dois. Dois anos que não falava com ela.

Ela chega com o namorado e não pude deixar de pergutnar:

– Como você ainda tinha o meu telefone?

– Por causa de um e-mail que você mandou anos atrás sobre a Herbalife – responde.

Céus! Como eu adoro a tecnologia! E a Herbalife! Juntando pessoas que há tempo não se viam.

O encontro continuou e, é claro, foi curto demais para matar a saudades. Mas foto não podia deixar de faltar.

Rendez-vous!

Tenho certeza que a amizade continua. Por isso que eu amo o francês também! Junta pessoas tão diferentes com o mesmo objetivo e traz aqueles com quem convivemos e que, por coisas da vida, tiveram que se afastar. O bom é que sempre há um jeito de voltar! =)

#2 No transporte público


Mulheres e futebol

Homens só falam de mulher e futebol! Que mulher nunca disse ou ao menos pensou isso a respeito do sexo masculino? Pois é, eu preferia não acreditar nisso, mas hoje tive que concordar com essa frase feita. Eis o que ouvi indo para o trabalho. Tentei reproduzir o diálogo o mais fiel possível, por isso das palavras estranhas.

No meio da lotação do metrô às 7:55 AM dois rapazes se reconheceram.

– Cara, não acredito que é você! – disse Rafael
– ô, loco, mano! Faz tempo, hein?! – respondeu Caio
– Bons tempos aqueles que a gente jogava futebol, não?
– Nossa, era feliz e não sabia.
– Mas lembro que você parou cedo de jogar. Por que?
– Por causa da minha mina. A gente ficava junto só de final de semana e ela ficava putinha se eu ia jogar com os muleque. Daí fui cedendo e você sabe como é mulher, né?
– ô se sei, mas nada que um belo trato não acalme a mina.
– é, mas com ela não funcionava. Por isso, terminei com ela.
– Tá solteiro agora?
– Tô nada, vou casar em breve.
– Eita, por que?
– Ah, tá na hora, né? Cinco anos de namoro e tals…ela tá ficando impaciente
– Você é um dominado!
– Olha só quem fala. Quem ficou preso a Bruna, hein?
– ah, a mina era gostosa. Catei ela durante três anos, mas na hora que ela veio com esse papinho de juntar meia, caí fora. Você sabe que não sou homem de uma mulher só.
– Sei bem disso. Ou, você viu a escalação?
– Dunga burro.
– Pra que tanto volante?

“Estação Sé, desembarque pelo lado esquerdo do trem”

Fui jogada do trem junto com o tal de Rafael e confesso que não pude parar de rir e pensar em como muitas vezes uma frase feita faz sentido.  E você? Já se deparou com alguma frase feita na sua frente?

Leia:

#1 No transporte público