Resultados Desafio 90 dias #1


Quem acompanhou o post anterior e as metas de 2018 sabe que iniciei um desafio de 90 dias do meu Espaço Vida Saudável, o EVS Aguiar.

Em resumo é um programa que vai me ajudar a mudar meus hábitos alimentares e de vida e, consequentemente, irei eliminar peso e ficar com a saúde em dia.

Chegou a hora da verdade, a balança mostrou como foi minha semana.

Avaliação de bioimpedancia

No desafio de 90 dias, irei realizar esta avaliação toda sexta-feira para acompanhar o progresso.

Vou ser bem honesta: eu nunca na vida eliminei mais de 1kg assim logo de cara. Acho que o máximo de perda de peso que já consegui foram 3kg em 45 dias. Então, pra mim, foi um resultado muito legal!

Ainda mais porque tenho hipotireoidismo (controlado) e usei isso como desculpa para estar acima do peso até entender que se está controlado, não tem porque prejudicar no emagrecimento.

Comparando os dados:

Bioimepedância - comparando os dados

A primeira medição foi realizada em 02.01.18 e a segunda, 12.01.18

Menos peso: felicidade demais! Ainda tenho um bom caminho pela frente, mas achei que foi um excelente começo!
Músculo: já entendi que preciso puxar mais peso, fazer mais musculação rs
Idade corporal: que maravilha ficar um ano mais nova logo de cara, né? rs A meta inicial é ter a mesma idade do RG na balança.
IMC: olha só! Saí do muito alto para alto! Sinal que to no caminho certo.
Gordura corporal: caiu um pouco, mas ainda tá bem alta. Não tem problema, estou apenas começando.
Gordura visceral: quantos kgs serão necessários para ela cair? Não sei. Vamos observar.
Metabolismo basal – tá caindo. Ou seja, emagrecer é realmente mudar seus hábitos. To vendo que ja ja vai bater 1200 calorias.
Relação cintura-quadril: saí do risco alto para o moderado. A meta é chegar no normal.

O que eu fiz nestes dias?
Como escrevi no post de metas, cortei o açúcar e o refrigerante. Vou explicar, cortei o açúcar branco e qualquer tipo que seja adicionado, seja em casa ou em industrializados. Já tinha lido muitas vezes que o açúcar não traz benefícios nenhum e mais uma lista de coisas ruins que ele pode acarretar se usado em abundância, como sempre usei rs.

Se eu sofri?  Muito. Teve dias que me sentia perdida, caçando o famoso docinho que não tinha em casa. Veja bem, eu não passei fome, mas tive que lidar com os impulsos e hábitos nos quais o doce sempre esteve presente. Impressionante como sair da zona do conforto incomoda, né?

Mas você que está me lendo deve estar pensando “nossa, que radical. Um docinho uma vez só não dá nada”. Então, meu caro leitor, eu não sei brincar de só um pouquinho. A primeira mordida é suficiente pra eu me afundar numa barra gigante ou acabar com uma caixa de bombons em menos de 3 minutos. Sim, pode chamar de gula ou compulsão, a verdade é que nisso eu deixo o açúcar dominar. Então, achei por bem cortar. Pelo menos nestes 90 dias pra ver se fico menos dependente.

E o refrigerante? Zero falta. Talvez tenha vontade quando participar de algum aniversário, mas no momento estou muito bem sem.

E o que mais?

Bom, dentro das metas, estava uma atividade física por dia. Nada muito exagerado, mas tirar ao menos 30 minutos do meu dia pra eu me mexer: caminhada, alongamento, alguma aula de ginástica. E consegui cumprir com louvor! Teve dia que eu estava cansada? Teve. Teve dia que eu queria ficar no sofá? Teve. Teve dia que choveu? Teve. Teve dia que o corpo gritava pra ficar parado? Teve. Mas, novamente, criar um novo hábito exige esforço e às vezes doi.

E o mais importante de tudo: alimentação. Sim. Talvez o que tenha me ajudado a eliminar tanto peso em pouco tempo é que segui a regra de 80% nutrição, 20% atividade física e 100% atitude.

Estou fazendo exatamente o programa de 90 dias do EVS Aguiar com uso dos produtos Herbalife e comendo os alimentos corretos nas refeições específicas.

Quer fazer parte do programa e/ou conhecer mais? Preencha o formulário abaixo que entrarei em contato!

Anúncios

Minha primeira semana do Desafio 90 dias


Ano novo, novas chances de cumprir a promessa de ter uma vida mais saudável, não é mesmo? Também sou deste time.

No post anterior, eu falei a respeito das minhas metas para este ano (leia aqui) e, obviamente, a primeira delas é emagrecer. Deixa eu explicar por que.

A comida – até então – sempre foi meu escape do estresse e também a comemoração de qualquer vitória. Problemas no trabalho? Comia como uma louca. Correria? Fast food. Briga com o marido? Se afoga na barra de chocolate. Aniversário de alguém? Rodízio. Almoço em família? Prato de pedreiro com repetição e ainda nadava na sobremesa.

Entendeu? rs Obviamente que com o passar dos anos eu fui ganhando mais peso e mais peso. Tive meus momentos de emagrecer um pouco, mas logo recuperava tudo. Mas, então, mais uma vez – e espero que desta vez seja real – estou aqui. Por isso, resolvi fazer com o meu marido o Desafio de 90 dias.

Veja bem, atualmente trabalho 90% do meu tempo (10% com freelas) com Herbalife e tenho um Espaço Vida Saudável com o meu marido (clica aqui pra conhecer a nossa página no facebook e instagram) e, claro, do jeito que eu tava como eu venderia uma vida saudável? Precisava mudar e logo.

Aproveitei esta coisa de ano novo, esperança para novas ações e lançamos juntos o primeiro Desafio 90 dias do EVS Aguiar – Anfitriões, ou seja, 90 dias tendo todos os dias um estilo de vida saudável e ativo. Isso significa: novos hábitos, boa nutrição e também adeus ao sedentarismo. E você pode entrar também, se quiser, só falar.

O desafio iniciou oficialmente dia 2 de janeiro de 2018 com a pesagem oficial e veja só como eu estava.

Avaliação de bioimpedancia - Lívia - 02.01.18

Como eu iniciei o meu desafio de 90 dias.

Meio assustador pra mim. Ver meu avatar em última posição deu desespero ao mesmo tempo que me encheu de mais coragem para fazer tudo direito.

Veja, tenho dois pontos fracos: doces e pães/massas, o que resumi em uma coisa: açúcar. Então, junto com todo o programa me desafiei a ficar 90 dias sem açúcar. Mas este desafio do açúcar já fui de cara a meia noite do dia 1 de janeiro.

Vou ser sincera: no terceiro dia já quis desistir. O mau humor me atacou, queria desesperadamente comer uma caixa de bombons, mas sigo firme. Meio irritadiça, mas firme rs. Teve um dia que acordei em pânico porque sonhei que estava comendo um bolo de cenoura e pensei: ah não, vou ter que recomeçar kkkk pra você ver como açúcar me viciou.

Também inseri no meu dia a dia atividade física, ao menos 30 minutos por dia. Nada de loucura, mas me mexer. Nem que seja uma caminhada leve. A ideia aqui além de me ajudar no emagrecimento é acabar de vez com o sedentarismo.  Esta parte de atividade física senti aquela dor que tem horas que incomoda, mas da para sobreviver. Não estou me matando e sim me movimentando.Tem dias que nas aulas eu pego pesado (sempre com orientação do professor, claro), mas quando estou sozinha, vou mais tranquila.

Aqui em casa marido e eu temos apenas o que queremos consumir: comida de verdade, produtos Herbalife e nada de porcarias.

Passar fome eu não passo, mas a gente luta contra as vontades. E nesta primeira semana aí eu lutei várias batalhas.

Na semana que vem, posto meu primeiro resultado e falo o que adaptei/mudei neste novo estilo de vida.

 

Metas para 2018


Normalmente a gente planeja as tais metas para o ano alguns dias antes da virada, mas desta vez acabei resolvendo postar hoje.

Acho muito legal a ideia de fazer uma lista daquilo que nos propormos a fazer numa virada de ano. Aproveitando este sentimento de renovação, que traz esperança e até força para conseguir sonhos antigos e até mesmo realizar novos, é isso que torna esta lista tão especial.

Que este ano seja infinitamente melhor que o ano passado, este é o meu principal desejo. Vamos para as metas?

  1. Emagrecer
    Passei por tanta coisa que vivi um certo efeito sanfona. Mas agora vai. Iniciei hoje o meu primeiro desafio de 90 dias e sei que terei os resultados esperados. Vou postando a evolução aqui.
  2. Cortar o refrigerante e alimentos. 
    Eu tinha ficado uns bons anos sem ele, mas ano passado voltei como se nunca tivesse parado. A partir da meia noite de 1 de janeiro, já cortei. Sei que a gente passa aquela vontade, mas sei também que é algo que dá para viver sem muito bem!  Ainda na parte de vida saudável, quero fazer uns testes comigo. Do tipo: 90 dias sem comer açúcar, só pra ver como me sinto e o efeito que isso vai ter em mim. Veja bem, não vou tirar alimentos essenciais, só aqueles que sei que em exagero fazem mal. Tchau, doces.
  3. Praticar atividade física e voltar a correr. 
    Não apenas no quesito da perda de peso, mas sim como estilo de vida. O lance aqui é vencer a preguiça e tornar a atividade física um hábito, como escovar os dentes.
    Há dois anos eu tive uma lesão meio séria na batata da perna por conta do muay Thai e parei praticamente tudo: luta e corrida. A luta ainda deixarei de lado, mas quero voltar a correr, fazer ao menos uma prova de rua este ano e bater a meta de correr 5km abaixo de 30 minutos (ainda não consegui nos anos anteriores).
  4. Usar hidratante e protetor solar todos os dias
    Cheguei aos 30 e já vi que a pele não é mais aquela coisa de adolescente rs rs, então, bora vencer a preguiça e hidratar a pele. O protetor já uso no rosto, mas nem todos os dias. Por isso, já que é pra colocar a mão no creme, coloque de uma vez rs.
  5. Mais disciplina
    Confesso que muitas vezes a preguiça me venceu, mas este ano quero fazer a minha força de vontade ser maior que qualquer sono ou cansaço. Não significa que não terei meus momentos de descanso, mas sim que aproveitarei ao máximo cada minuto de trabalho.
  6. Viajar de avião
    Planejar e ir pra algum lugar com o marido. Descansar a mente, repor as energias e voltar com aquela sensação delícia que só uma viagem gostosa é capaz de dar.
  7. Ler mais livros
    Ah, minha meta preferida. Amo ler, mas não quer dizer que mantenho isso como hábito diário. Quero ler mais romances, livros de desenvolvimento pessoal e treinamentos. Meta de 2018: 40 livros. Quem sabe até resgatar a minha ideia de booktuber….(será? rs )
  8. Escrever mais
    Voltar a escrever meus pensamentos, ideias…eu sei exatamente porque deixei isso de lado no ano passado, mas quero voltar. Afinal, sempre escrevi. (oi, blog, você será atualizado). Neste assunto, também ser produtora de conteúdo (oi, freelas).
  9. Redes sociais
    Ser menos dependente do celular (eita que tarefa difícil), principalmente nos momentos de lazer. Viver um pouco mais offline (do tipo não correr para o celular toda vez que ele apita rs)
  10. Ser bem sucedida no meu negócio
    Décima, porém não menos importante meta! Afinal, minha vida mudou completamente (ainda escreverei sobre isso) e agora estou com um Espaço Vida Saudável. Estou amando e sei que fazendo o trabalho do jeito que tem que ser feito, já deu certo.

E você? Quais são as suas metas para este ano?

Você se conhece?


Uma das maiores dificuldades que a gente costuma encontrar durante o emagrecimento é saber se estamos no caminho certo. Quantas e quantas vezes pensamos que está tudo bem e, de repente, a gente ganha peso?

Nestas horas a gente precisa de uma autoavaliação pra saber se estamos ou não fazendo o que tem que ser feito.

Que tal fazer a sua agora?

Desafio dos 21 dias


Quer emagrecer e ainda ganhar R$ 1.000,00?

Esta é a proposta do Desafio 21 dias!
As vagas são limitadas e esgotam muito rápido. Vem pro desafio!

O que está incluso?

Acompanhamento Personalizado de Coach;
Rotina Alimentar;
Grupo Motivacional;
Lista de Compras;
Livro de Receitas FIT;
 Festa de premiação

Bora? Comente eu quero que entramos em contato! Ou já nos chame agora no whastaspp para garantir a sua vaga! 📲https://goo.gl/UxPPzY

Desafio 21 dias

#thidesafio3dias


Dia das mães passou e eu espero de verdade que você tenha tido a oportunidade de ficar ao lado da sua mãe, mesmo sabendo que você deve ter se empanturrado de comer. Afinal, toda mãe faz a gente repetir o prato e gosta de nos ver rolando no sofá em quase um coma alimentar dizendo que ela é a melhor cozinheira do mundo, certo? hehehe

Brincadeiras à parte, quero aproveitar que hoje é segunda-feira e te convidar para um desafio que eu aceitei.

#thidesafio3dias é o primeiro passo para você começar a mudar seus hábitos alimentares, é aquele empurrão que você estava precisando para mudar de vez a sua vida.

Eu iniciei na semana passada e mandei embora 5 cm de barriga! É muita coisa. Mas não parei nos 3 dias, já resolvi encarar logo 30 dias!

E aí, quer conhecer? Assista ao vídeo abaixo.

3ª Disney Magic Run


Nada como encerrar um mês com uma corrida de rua. Dá aquela sensação de dever cumprido e o gás necessário para que o mês seguinte venha com força total, não é mesmo? Nesse domingo, dia 31 de agosto, participei da 3ª edição da Disney Magic Run.

Organizada pela Corpore, esta edição teve 12 mil inscritos e aconteceu novamente na região do parque Ibirapuera. Fui tentar os 10 k e, para a minha surpresa, o resultado foi inferior aos dois anos anteriores, mas tudo bem.

Desta vez, fui com o marido, uma prima dele, uma amiga da escola e uma estagiária do marido. Largamos juntos e depois cada um foi no seu pace, com exceção da minha amiga e eu que fomos juntas. Novamente levei a gopro e constatei (você vai ver também) que eu não consigo correr e manter a mão firme pra filmar rs rs rs (isso,marido, você mandou muito melhor rs), mas tudo bem. Fica como registro.

Eu estava com medo dos 10 k por não ter treinado direito (tá virando hábito isso, credo – que coisa feia) e combinei com os meus joelhos que na subida eu caminharia. E foi o que fiz.  Não senti a prova tão abarrotoda e isso foi muito bom.

Dia 14, tem uma prova de 5 km e espero terminá-la abaixo de 37 minutos. Será que consigo?

[youtube:http://youtu.be/mhLY9jqZAKM%5D

resultado

 

 

1 DCIM104GOPRO

foto foto2 foto3 foto4 foto5 medalhas

 

Leia:

1ª Disney Magic Run
2ª Disney Magic Run

 

Night Run – Etapa Marte


Nesse sábado, dia 12 de abril, foi a minha primeira corrida de rua noturna. A Night Run é organizada pela O2 e a incluí no pacote que fiz da Running Pass este ano.

Fiquei pensando em todas as vantagens de participar desta corrida: não ter que madrugar, poder me alimentar melhor e chegar lá mais hidratada. Eu sabia que o percurso seria dentro do sambódromo e região e já imaginei que o percurso seria praticamente plano. O que eu temia aconteceu: corrida lotada…mas tudo bem….foi menos pior que a Circuito das Estações porque a pista era mais larga.

Mas vamos ao Kit:

Kit night run

 

Acho que foi a primeira vez que vesti uma camiseta de corrida de manga cumprida. E confesso que deu desespero porque estava calor, mas tudo bem…era de noite…uma brisa salvaria (mal sabia eu que viria uma tempestade rs rs). A bolsa em ráfia vem com zíper e é térmica. Muito genial! Este treco verde é tipo um bracelete que pisca luzinhas….eu adorei! O copo também é incrível e a medalha, linda!

Eu gostei que desta vez retiramos o chip no local de retirada do Kit e não na prova. Assim, fica menos tumulto.

A nossa largada estava marcada para às 19h30. Saímos de casa às 17h30 e pegamos um trânsito animal! Chegamos 19h20 e resolvemos assistir à largada e depois correr por causa da muvuca.

Foi uma das largadas mais emocionantes que vi! Luzes, balada, locutor animado..uma verdadeira festa!

Quando estava largando, reconheci a Camys, do Pensando Magro, pela GoPro flutuante e pelo cabelo dela. Foi a hora de dar aquele tiro e alcançá-la rs rs….

Depois, fui para o trajeto e me concentrei em mim. Estava ouvindo música, feliz da vida, prestando atenção na respiração e encantada por correr dentro do Sambódromo. Como eu detesto Carnaval, jamais imaginei que pisaria ali, mas confesso que a estrutura é bem legal (com exceção dos banheiros que eram mais nojentos que banheiro químico).

percurso

 

Comecei a sentir um calor da preula e de repente, umas gotinhas começaram a cair. Pensei: oba, chuvinha pra refrescar! O que?? Caiu o maior temporal! Eu estava ainda no km 3 quando o teaser de Noé apareceu.

Meu tênis começou a ficar pesado de tão encharcado que estava e eu morrendo de medo de perder o celular pra chuva. Vi várias pessoas escorregando e desacelerei pra não dar de cara no chão rs

e quando vi: plaquinhas de 500 m, 400 m….nossa…estava chegando no fim já. Cruzei a linha de chegada com 40’04”. Foi um tempo terrível, eu sei, mas estava há um tempo sem correr e fui na calma.

Quando encerrei a prova, vieram os problemas. A chuva apertou ainda mais e tinha aquela tradicional fila imensa para retirar a medalha. Tudo isso a céu aberto, só tomando chuva. Quando encontrei o marido, resolvemos ir embora logo porque ficamos com medo de resfriado. Imagine só: seu corpo começa a esfriar da corrida e tá todo encharcado? Não dava não.

Fomos para o carro e amém senhor que tínhamos levado duas toalhas cada um pra sentar no banco e camisetas extras. Mesmo assim, molhamos o carro pra caramba. E estava a maior pra sair do estacionamento.

Minha nossa! Contras da prova: estacionamento caro pra caramba e falta de cobertura para eventuais chuvas rs.

A nossa tradicional foto teve que ser feita dentro do carro mesmo rs rs 20140412_205251[1]

 

Agora estou no aguardo das fotos oficiais…será que saí em alguma? rs

 

Correr no parque – 2º round


Opa….tô gostando que estou conseguindo cumprir algumas das minhas metas de 2014 e uma delas era correr em um parque ao menos 8 vezes. E nesse final de semana eu consegui mais uma vez!

A companhia: marido e padrinhos/afilhados de casamento.
O parque: era para ser o Villa Lobos, mas como estava tendo a prova da Track and Field estava impossível de chegar lá de carro, então fomos ao Ibirapuera.
O trajeto: Foi a primeira vez que fui lá com este objetivo. Antes sempre ficava largada na grama, ou andava de bike ou ia até no planetário. Fizemos o percurso lá de dentro e o nosso trajeto deu quase 6 km. Corremos 3km e andamos o restante.  Estou gostando de ver que a comadre emagreceu horrores e está curtindo a corrida =)

O tempo estava muito bom. Aquele friozinho típico do outono de manhã (fomos às 08h), sem som e sem chuva. Uma delícia. E, claro, teve a minha deliciosa água de coco depois.

O nosso pré-treino foi tapioca com mussarela e pós treino, o Herbalife Rebuild Strengh 24 horas.

Para encerrar o post, nós tentamos fazer a famosa foto #selfie, mas uma moça muito gentil se ofereceu para bater a foto 😉 20140323_094617

Circuito das Estações Mizuno – Outuno


No último dia 16 de março eu participei da primeira corrida do pacote Running Pass da O2 corrida (saiba sobre o Kit aqui). Foi a Circuito das Estações Mizuno, etapa Outono.

Esta foi a primeira das quatro provas do circuito. O percurso é o mesmo e achei que seria interessante porque daí vemos a nossa evolução na corrida mesmo a cada dois meses. O kit é lindo de viver:

1kit_basico

Camiseta de Poliamida, mochila de pano, toalha de rosto, lata personalizada e a medalha.

Pontos positivos do kit: veio bem recheado e podia retirar em mais de um dia.
Pontos negativos do kit: o chip da corrida é retirado apenas no dia da prova e a camiseta solta uma tinta lascada na hora de lavar.

Mas vamos falar agora da prova:

Eu já havia corrido em algumas ali na região do Estádio do Pacaembu: Circuito do Sol e a Meia Maratona de São Paulo, mas nunca vi uma prova tão lotada quanto esta. Lotada de tendas de corrida e lotada de gente. Mas tipo, lotada mesmo!

Fui querer respeitar o meu setor (verde, o penúltimo) e me lasquei. Muita gente andando em batalhões e tinha vários momentos que  a pista era apenas uma faixa de carros e você se sentia forçado a andar porque nem dava para escapar pelas calçadas. Infelizmente, não foi uma prova que pude testar o meu tempo por causa das pessoas andando. Fiquei muito decepcionada. Aquele povo lá que bate palmas pra te animar bem que tinha que orientar quem quisesse andar a ficar na direita, igual deveria acontecer com carros.  Para completar o pânico, quando encerrei a prova, estava a maior muvuca do mundo para retirar a medalha. Uma fila gigante e quase sem orientação.  E todo mundo parado! As frutas estavam horríveis de feias e nem tive coragem de pegar. Água, praticamente sem gelo porque não davam conta de repor e gelar a tempo.

É uma prova relativamente cara e pelo que andei pesquisando a cada ano está mais lotada. Pelo que andei lendo estava mais calmo para correr os 10k (fui na de 5). E já me avisaram: se prepare que todas são assim.

O que vou fazer? Vou chegar muito cedo na próxima prova e largar atrás do pelotão e corro pela direita. Aí os melhores me passam, mas não sou atrapalhada por quem quer andar.

Se você está lendo este post e nunca correu, uma dica: vai, amigo. Mas se sentir a necessidade de andar, fique na direita. Não atrapalhe os outros.

O meu tempo oficial foi este abaixo. Mas sei que eu era capaz de ter completado abaixo de 36 minutos.

outono

 

 

IMG-20140316-WA0000

Marido e eu pós-prova

A minha próxima corrida é a Night Run, dia 12/4 e espero que seja mais tranquila do que esta.

Treinos de janeiro


Olá,

Uma das metas de ano novo era também anotar todos os treinos, sem pular um dia sequer. Eu uso um aplicativo e também site chamado Runstatic. Existem vários, mas este eu me encaixei bem. Além de registrar as nossas atividades físicas, ele é rede social e conversa com outro aplicativo/site que uso: myfitnesspal. Assim, cada vez que subo um treino, ele automaticamente atualiza as calorias gastas no site onde anoto o que como.

Claro que não levo ao pé da letra as calorias gastas porque a gente sabe que cada organismo é de uma forma, mas dá pra ter uma base. Segue abaixo o meu calendário de treinos. Lembrando que iniciei a reeducação alimentar no dia 2 de janeiro de 2014.

 

treinos janeiro

Resumindo: em 30 dias, deixei de treinar 11. Ora era dia off, era foi porque me atrapalhei e não deu tempo de treinar. Eu tenho sérios problemas em gostar de musculação, mas dividi (com a ajuda do marido) o meu treino assim:

Treino 1: Costas + Tríceps + Corrida
Treino 2: Pernas + glúteos
Treino 3: Peito + Bíceps + corrida
Treino 4: Pernas + glúteos (outros aparelhos e sequências)
Treino 5: Ombros + corrida
Treino 6: Pernas + glúteos

e vai repete…

Claro que o abdominal tem entrado quase todos os dias pra dar aquela fortalecida rs. Normalmente faço um aquecimento na bike de 5 a 15 minutos, vai depender do meu tempo para treinar.Fico, em média, 1h30 na academia. Teve dias que corri na rua e acabei deixando a musculação de lado. Juro que estou tentando me disciplinar, mas não é fácil.

E você, como divide o seu treino?

 

 

 

 

Vida saudável – Semana #4


E o dia da pesagem oficial chegou! Estava tão ansiosa que até sonhei que a balança de casa tinha quebrado rs. Estava preocupada, pois na semana passada eu mais descansei da academia do que malhei e ainda tive uns deslizes na alimentação, mas ei que inciei a semana pegando pesado na academia e o resultado veio.

Na semana passada eu estava com:

Peso em 23/01/14

Peso em 23/01/14

E o peso hoje de  manhã:

semana4

Peso em 30/01/2014

Sim! Foram 400 gramas a menos na balança! Eba! Eu estava esperando menos de 200gr por causa da semana passada,mas amém que ela voltou a descer. Foco! Para sair do sobrepeso faltam 7,3 kg.

Se quiser acompanhar as semanas de pesagem, clique aqui: Semana #1 Semana #2 Semana #3

E vamos rumo à semana #5!

Diário da RA – Dia #20


Minha nossa! Um mês nunca demorou tanto para passar rs…acho que é a ansiedade de tirar as medidas e ver quanto fui capaz de eliminar durante 30 dias. rs rs

A cada dia, parece que o desafio aumenta, sabe? As vontades começam a cutucar a gula e tenho que me segurar muito para não desandar.

Data: 21.01.14

Café da manhã: Shake de chocolate cremoso da Herbalife + Leite desnatado com chia

Almoço: alface, cenoura crua ralada, croutons, peito de peru defumado e queijo branco.

Pré  treino: sanduiche de peito de peru com queijo branco.

Pós treino + jantar: shake de chocolate com herbalife 24 houra rebuild Strenght.

Lanche: baguete com requeijão do Rei do Mate (jaca) + Suco de morango com água sem açúcar.

Diário de RA – Dia #19


Olá,

Segunda-feira, dia universal da dieta…rs rs

Vamos lá:

Data: 20.01.14

Pré-treino:
Granola com leite e 400 ml de NRG.

Pós-treino + Café da manhã: Herbalife 24 hours Rebuild Strenght + Shake de chocolate cremoso no leite desnatado.

Almoço:
Arroz, pepino, beterraba, frango grelhado, um pedaço pequeno de torta, um minusculo pastel e uma mini coxinha (ixi). Sobremesa: Frozen yorgurt de morango.

Lanche: 1 pão de queijo

Jantar: alface, milho, arroz 7 grãos e frango grelhado. Sobremesa: melão.

Água: 2, 5 litros.

Diário da RA – Dia#14


O dia oficial da pesagem é amanhã e já estou ansiosa rs…

O que estou gostando de postar aqui é que não tem jeito de comer o que escondi. (aliás, esconder o que comi rs) E pensando nos pequenos abusos que ando fazendo já estou sentindo que o resultado na semana #2 não será tão incrível quanto a semana #1.

Data: 15.01.14

Café da manhã:
400 ml de NRG + 400 ml de Thermojects da Herbalife
1 colher de sopa de chia + shake de morango da herbalife batido em 250 ml de leite desnatado.

Almoço:
Sopa detox com frango grelhado.
almoço

Pré-treino:
Peito de peru e queijo branco no pão integral. 1 BCAA

Pós-treino + jantar
Herbalife 24 hours Rebuild Strenght + Shake de morango cremoso da Herbalife com leite desnatado.
pós treino

Lanche:
Uma fatia grande de melancia.

melancia

Água: 2,5 litros

Vida saudável – Semana #1


Olá!
No dia 2 de janeiro eu (re)iniciei o meu projeto pensando magro (projeto mimis, projeto verão 2015, não mais fat e tantos outros rs) com 71,3 kg. Fui postando aqui os meus diários de RA e os exercícios apenas no aplicativo RunStatic.

Resumidamente, malhei 5 dias nestes 7 dias que passaram. A minha meta de ano era de malhar pelo menos 3x na semana, mas estou procurando aumentar este número para ter resultados mais rápidos. Vou confessar que não é fácil, NÃO MESMO! A gula começa a apertar e a vontade de comer coisas gordas cresce demais e tenho que me segurar para não jacar todos os dias. Aliás, foi por não ter me segurado que nunca emagreci o precisava. Mas vamos lá, estou tentando me manter firme.

E o resultado na balança, Lívia?

Data da foto: 02.01.2014, pela manhã.

Fui de 71,3 kg para

Peso: 70,3 kg em 09/01/2014

Peso: 70,3 kg em 09/01/2014

– 1 kg em uma semana. Olha, eu acho que foi muito bom rs…tendo em vista que uma vez uma nutricionista me disse que emagrecer saudável é 2 kg por mês. É isso aí!

Tudo bem que eu estava numa alimentação terrível antes de iniciar a RA, mas…vamos com foco, força e fé. Simbora!

Diário da RA – Dia#4


Em quase todas as dietas que tenho feito, eu fazia a besteira de acreditar que domingo era o dia livre. Bobinha, né? Já fui em várias nutricionistas e todas me diziam a mesma coisa: escolha uma refeição (refeição e não dia) para comer o que quiser.

Este domingo, especialmente, foi dia de almoçar na casa da mamis e quem a conhece, sabe que ela cozinha maravilhas, tanto saudáveis quanto engordativas. Como será que me saí? Lembrando que hoje foi dia off de academia (vixi)

Data: 05.01.2014

Café da manhã:
400 ml de NRG da Herbalife, + 1 tablete de multivitaminas + 1 tablete de Fiber & Herb.

Almoço:
Churrasco! Vixiiii…..foi muito difícil. Mas comi alface, macarrão bifun, queijo coalho e pão com alho. E picanha, sem gordura.

De sobremesa: salada de frutas. Hoje eu me venci. Na madrugada, um amigo fez aniversário e acabei comendo um pedaço de bolo, então minha cota de doce e chocolate já havia terminado.
Para a abertura minha luta, mamãe fez um doce que há anos não fazia: pavé de sonho de valsa e ouro branco.

Minha nossa!!!!!! Eu babei naquilo, mas consegui dizer não. Claro que a família riu, mas confesso que quase caiu uma lágrima rs… Eu me senti muito bem, sabe? De ter me vencido..que seja assim sempre.

Jantar:
Quase nem jantei, mas pensei nos nutrientes e bati o shake com leite desnatado.

Lanches:
Duas fatias de melão

Jaca do dia:
1 pedaço de bolo da sodiê (me arrependi porque não estava assim tão bom rs)

E como foi o seu domingo?

Pós – Natal


Olá, já tentando cumprir a meta #12 Atualizar o blog toda semana, cá estou eu!

Hoje eu quero falar daquela sensação pós Natal. Para quem está na luta contra a balança o Natal pode ser a jacada-mor da vida. Tem tanta coisa pra comer que a gente normalmente sai rolando. Neste ano, eu comecei a prestar a atenção no que eu estava colocando no prato e também dando aquela conferida no prato dos outros. Não querendo ser enxerida, mas eu sempre acho que como demais e queria comparar aos outros pra ver se eu sou realmente um saco sem fundo.

E sabe que isso ajudou? Comi menos. Beeeem menos. Obviamente que não foi a refeição saudável porque me permiti comer arroz com batata e ainda dei espaço para a sobremesa, mas segui uma orientação da época em que ia à nutricionista: se for comer alimentos fora da sua dieta, maneire na quantidade. E foi o que fiz. Não repeti o prato, comi aquela quantidade que me dispus, comi pouca sobremesa e deixei o refrigerante de lado. Ponto pra mim! Foi tanta evolução que de noite eu até senti fome rs… Digo isso porque normalmente a gente come tanto que não tem fome por dois dias depois do Natal, rs.

O jantar foi outra jacada. Fui em uma hamburgueria com o marido,mas não ataquei o prato de batata frita rs….vamos melhorando aos poucos, né?

O mais divertido de tudo isso, além de passar um tempo com a família e dar boas risadas, é acompanhar as brincadeiras nas redes sociais como a imagem abaixo.

É isso aí! Agora é voltar ao foco e às atividades!

Imagem

Tchau, 2013


Pensa num ano que virou o meu mundo do avesso? Sim, foi 2013. Muitas coisas aconteceram, muitas mesmo. Mudanças extraordinárias que quando paro para analisar, parece que vivi 5 anos e não apenas 12 meses.

Fazendo uma retrospectiva, vamos lá:

Em janeiro uma grande decisão foi tomada: Amor e eu marcamos a data do casamento. E compramos a viagem para Paris. Assim, tudo de uma vez! Eu ia casar e logo em seguida realizar o sonho de conhecer esta cidade luz maravilhosa. Como uma boa ariana, a ansiedade passou a fazer companhia todos os dias.

Neste ano, foquei na alimentação e vida saudável. Conheci o muay thai, boxe e até encarei a musculação. Entre idas e vindas encerrei o ano com o mesmo peso que iniciei: 70 kg. Emagreci um tempo, voltei a engordar e no final das contas posso até dizer que mantive o peso rs. Não era bem o peso que queria, esperava estar agora com 60 kg, mas..faltou mais determinação.  Não irei usar a desculpa do casamento não, foi falta de planejamento mesmo. Eu nunca tive um ano tão estressado e ao mesmo tempo tão feliz. O lado emocional ficou a flor da pele durante todos os meses. Alguns sustos no caminho, algumas decepções, mas sei que aprendi e amadureci um bocado.

– Lado incrível de 2013: casei, moro na minha própria casa, ganhei uma afilhada muito amada e amadureci
– Lado tenso: nada de emagrecer e algumas outras coisinhas que prefiro deixar pra lá e começar 2014 com mais firmeza.

Metas para 2014?
Minhas 30 resoluções:

Não está por ordem de prioridade, posso ir completando em ordem aleatória.

1) Sair do sobrepeso. Isso significa pesar abaixo de 62 kg. Ou seja, nos próximos 12 meses, tenho que diminuir 9 kg na balança.
2) Usar manequim 40. Atualmente estou no 44/46.
3) Ter a medida da cintura abaixo de 80 cm. Atualmente, 88.
4) Beber mais água, todos os dias.
5) Malhar pelo menos 144 vezes ao ano, o que daria uma média de 3 vezes na semana. Caso consiga ir mais, beleza. Se uma semana for apertada, vou mais vezes na semana seguinte.
6) Anotar todos os treinos e alimentações em uma agenda.
7) Correr 5 km em 30 minutos (na rua e na esteira)
8) Adeus refrigerante por um ano
9) Ir para a praia ao menos 6 vezes em 2014
10) Ler 10 livros
11) Fazer algum curso
12) Atualizar o blog toda a semana
13) Tirar mais fotos, imprimir mais fotos
14) Editar mais vídeos
15) Conhecer um lugar novo
16) Comer chocolate no máximo 1 vez por semana. Anotar quando comer.
17) Correr em algum parque ao menos 8 vezes no ano.
18) Me estressar menos
19) Comprar patins e voltar a andar
20) Participar de pelo menos 4 corridas de rua
21) Cozinhar receitas dukan e outras receitas mais saudáveis
22) Continuar trabalhando com o que eu adoro
23) Comprar uma sapateira e criados mudo.
24) Rir mais
25) Fazer as unhas com mais frequência (aprender de uma vez ou ir mais vezes ao salão rs)
26) Usar protetor solar e hidratante todos os dias
27) Assistir à uma peça de teatro
28) Ir mais vezes na piscina
29) Namorar/maridar muito
30) Me amar mais! Muito mais!

Bora lá! Que 2014 seja incrível! E quais são os seus planos para 2014?

8ª Corrida e Caminha da Oral B


No domingo, dia 27 de janeiro, fui na minha segunda corrida de rua. A 8ª corrida e caminhada Oral B é um evento organizado pela Corpore e tem corrida de 7 km ou caminhada de 3 km na região do campo de Marte.

Thi e eu, a medalha e a linda a Lelê do #pensandomagro

Thi e eu, a medalha e a linda a Lelê do #pensandomagro

Resolvi correr essa porque era um percurso intermediário entre os meus amados 5k e os temido 10 k. Fui acompanhada do meu amor!  Acabamos chegando um pouco atrasados, já tinha largado, e já nos posicionamos. Eu gostei muito do percurso, porque era quase todo reto. O local da prova também é muito bom, próximo de metrô e a organização excelente. O Kit também é bacana, essa camiseta da foto é boa, veio uns quitutes e, é claro, pasta de dente da oral b!

Claro que na hora da largada eu e o Thi acabamos correndo separados porque temos ritmos diferentes, mas não tem problema. O interessante é que quando eu cansei, encontrei a Lelê (a loira da foto) e fomos até o final juntas. Uma incentivando a outra, vai….corre….olha o vestido de noiva lá na chegada, corre gordinha. A corrida ficou muito mais divertida, viu?!!! Foi sensacional.

O meu resultado, eu particularmente, achei sensacional! Sim, da para melhorar, mas achei que demoraria mais! Ainda mais por ter corrido dois dias antes uma distância de 6,43 km em mais tempo. Consegui correr 7 km em 56’10”, segundo o meu aplicativo Runstatic, mas segundo a corpore:

resultado

É isso aí! Dia 3 de fevereiro, já tem outra corrida. É o circuito do sol. Volto nela depois de um ano. Esta que foi a minha primeira corrida que fiz 5 k em 42’10”. Vamos ver como estarei nessa! Simbora!

Pensando bem, eu TAMBÉM prefiro ser magra!


Este post é dedicado à minha leitura do livro “Pensando bem, prefiro ser magra”, da Camilla Pires, autora do blog pensandomagro.net no qual ela conta como emagreceu mais de 20kg.

Antes de entrar no âmbito do livro, quero falar como conheci o blog dela. Acho que, como toda mulher, eu sempre fui encanada com o peso. Tudo bem que nunca fui obesa, mas sempre tinha aquela coisa de “ah, queria emagrecer mais alguns kgs”, mas de uns anos para cá eu percebi um aumento de peso forte na minha vida.

Tudo começou quando entrei na faculdade de jornalismo. Sim, a rotina mudou. Até então eu ia para a escola a pé, fazia aula de educação física etc. Olhando as minhas fotos, realmente eu não era assim gordinha, estava até no peso considerado normal, mas tinha aquela barriguinha de tanto comer porcarias.

Com a faculdade a balança foi subindo. Ainda mais quando comecei a estagiar. Tive os meus primeiros trocados e gastava quase tudo em comida: café, pão de queijo, chocolate, o famoso pastel da PUC às terças de manhã…saídas com o namorado sempre envolviam gordices. Terminei jornalismo com quase 60kg. Para os meus 1,59 m ainda era considerado normal, mas estava ficando incomodada.

A coisa piorou quando entrei no curso de rádio e tv à noite e passei a trabalhar em período integral. Comecei a engordar muito e no ano de 2011 eu descobri o blog da Camilla enquanto procurava no google algumas dicas de como emagrecer. Eu li o blog dela muito rápido e percebi que a saída era reeducação alimentar. Mas eu fui teimosa e tentava dietas doidas, do tipo de ficar sem comer, mas na semana seguinte atacava o Mc Donalds. Ou pior, comia regrado um dia e detonava no outro. Cadê a reeducação? Sei lá onde ela andava…

Fui em médicos, fiz exames e só via a minha saúde indo para o saco. Eu tentava emagrecer, mas a força de vontade ia embora rapidinho. Era emagrecer 2kg que voltava a comer como uma porca.

O resultado? Iniciei 2013 com 70,1kg! O maior peso que tive na minha vida.  E pra completar estava no que chamam de sobrepeso. Nem fiz a minha avaliação física na academia porque eu sabia que a gordura estaria gritando “achei você, achei você”.

Foi um choque tão grande entrar na casa dos 70 (tenho 1,59m) que dei um basta. Estou com casamento marcado e não quero olhar para o meu álbum e me ver gordinha. Sem contar que estou no melhor momento da minha vida, por que ficar deprimida com um corpo que sinto vergonha? Por que ficar chateada que tem gordura saltando da calça? Por que ter vergonha de usar biquini? Por que não posso correr de shorts senão as coxas assam?

E eis que a Camilla lança o livro “Pensando bem, prefiro ser magra”. Obviamente que comprei. Mas antes de começar a ler, eu já tinha enfiado na minha cabeça que EU precisava mudar. Não adiantava culpar a minha mãe pelas deliciosas gordices que ela prepara, ou pelo brownie com sorvete que a lanchonete vende ou pela infindável quantidade de frituras à minha disposição e muito menos brigar com o noivo toda vez que fôssemos comer fora de casa. A mudança tem que ser minha. Partir de mim e de mais ninguém. O mundo não conspira contra mim, eu que conspirava contra mim mesma.

Aos 28 dias após largar a fritura, fugir dos doces e evitar qualquer coisa que poderia ser ruim para o meu emagrecimento, tomei coragem para ler o livro. Digo coragem porque eu sabia que seria um tapa na minha cara.

E foi! Ler o livro dela foi quase como me ver ali. Sim, temos histórias diferentes, mas os motivos para engordar e fingir que aquilo não estava acontecendo comigo, foram os mesmos. As desculpas para não emagrecer, as mesmas. As dificuldades emocionais na adolescência, também. É um livro muito fácil de se identificar, ainda mais quem quer emagrecer.

Eu sempre quis emagrecer, mas será que queria mesmo? Foi essa pergunta que me passou pela cabeça enquanto lia. O que eu fazia para mudar a minha atitude? Nada! Qual era o meu foco? Onde estava a minha força de vontade? Percebi que não tinha o “meu motivo forte” para querer mudar.

Ela passou pela morte do pai e deu a volta por cima. Eu tenho o meu pai, lindo ao meu lado. Eu precisaria de um baque desse para acordar pra vida? Não! Não é possível! Eu preciso acordar antes.

Eu comecei a minha reeducação alimentar no dia 2 de janeiro de 2013, inicialmente pensando no vestido de noiva, mas já estou sentindo que dentro de mim está nascendo uma força maior: a de ser saudável. E o meu desejo para 2013 é esse: saúde!

Quem me conhece de perto ainda fala que não estou assim tão gordinha. Mas eu me sinto um balão e sei que dentro de mim as coisas não devem estar assim tão lindas. Este livro me deu o chacoalhão que eu estava procurando.

Agora, falando do livro:

É uma delícia de ler. Parece que ela está sentada na sua frente contando a vida dela. É uma linguagem simples, de mulher para mulher, um depoimento sincero de uma pessoa que está na sua luta e que vê a luz no fim do túnel. É um ser humano comum falando dela mesmo. Existe algo mais verdadeiro do que isso? Algo mais fácil de se acreditar? Por isso que o blog e o livro são sucessos.

Tive que concordar com muitas coisas que ela escreveu ali, principalmente com a parte da aceitação social. Pra mim, tudo aquilo é verdade. Sim, eu acredito que as pessoas mais saudáveis são melhor aceitas pela sociedade, mas digo isso porque elas mesmas se aceitam.  O gordinho que se sente incomodado, fica acuado, o saudável não tem medo de ser feliz. E eu? Quando vou começar a me aceitar? Preciso mudar a minha mente, a começar a pensar magro.

É uma grande lição: nós podemos mudar sim! Só cabe a nós mesmos. Resolvi mudar. Pode demorar para eu chegar ao meu estado físico imaginado, mas o segredo é não desitir. Reeducação alimentar é todos os dias, toda hora, cada segundo da minha vida. O segredo para dar certo? Encontrar o seu foco! E espero ter encontrado o meu.

Por isso que eu também prefiro ser magra.

Circuito BRMALLS Etapa Moóca Plaza Shopping


Olá!

E o gostinho pela corrida contaminou!

E o gostinho pela corrida contaminou!

Neste domingo eu participei de mais uma corrida ao lado do noivo lindo. Fomos aos “Circuito BRMALLS Etapa Móoca Plaza Shopping” e escolhemos o percurso de 5k. É um percurso praticamente reto, com uma subida nem de 10 metros e 1,5km da corrida foi realizada dentro do estacionamento gigante deles.

Os lados negativos dessa corrida: achei uma sacanagem pagar taxa de conveniência pela inscrição on-line. Na boa, já custou R$ 80,00 e eles ainda têm coragem de cobrar mais R$ 7,04? Pra que? Foi a única prova que fiz até agora. Por que o preço não estava incluído? Enfim…outra coisa ruim da prova: a largada dos 5k foi junto com os 10k. Isso tá esquisito. Tem que deixar um tempo para não atrapalhar quem corre mais, pra mim isso tá errado. Mas a parte mais bizarra foi que entregaram uma garrafa de 500 ml no ponto de hidratação. Sério, gente?! Uma garrafa? Poxa…tem que ser copinho…bem mais fácil do que abrir uma garrafa enquanto corre. Tenso.

Mas vamos aos pontos positivos: estacionamento grátis para os corredores. Isso é muito bom. Você deixa o seu carro lá no estacionamento do próprio shopping e por ser muito cedo, tem milhões de vagas. Outro ponto positivo: percurso. Muito bom mesmo. Pra quem tá começando é praticamente tudo reto e a rua ficou larga, sem tromba tromba.

Mas valeu pelo treino. Não fui tão bem quanto deveria, fiz meus 5 k em 40’57”. Eu esperava estar perto de 35. Na classificação geral feminina fiquei em 124 de 246 mulheres e pela faixa etária, 28ª de 44 participantes.

Domingo que vem tem Vênus e espero estar melhor! Agora com tênis certo sei que posso correr melhor. Simbora.

medalha corrida 1

4 meses and keep counting


É com imenso pesar que engordei. A balança subiu e as medidas aumentaram. Eu sei onde está o meu erro: na alimentação. Me permiti comer muito e muita coisa que não é bom para o corpo. O resultado? Gordura a mais no corpo. Mas isso foi um belo de um tapa na minha cara que tenho que me policiar mais, malhar mais e ainda comer direito. É a única forma de emagrecer, não tem milagres, não tem jeito.

Tô triste? Pra caramba, mas isso não vai me fazer desistir. Preciso pensar magro pra toda vida e não quando emagreço 1kg e volto a comer como uma porca doida. Agora nem mais desculpas eu tenho, este é o último mês da faculdade: tchau, gordices.

Consegui identificar mais erros: pouca água, muito pão e doce. Bora beber mais água, afinal com esse calor o corpo ta precisando. Deixar o meu amado pãozinho de lado e cair fora dos doces de vez…eu não sei brincar de comer só um pouquinho, então é melhor cortar mesmo. O meu desafio “tchau, chocolate” durou apenas uma semana, que tristeza.  A minha meta para este mês é chegar aos 65kg. São 3 kg a menos, haja esforço. Mas sei que é possível levando em consideração que burlei a dieta da nutricionista….

O que mudou neste mês: fiz mais exercícios que o mês passado. Foram 10 horas, 56 minutos e 11 segundos divididos entre pilates e corrida. Corri 56,7 km este mês que se passou, quase 10 km a mais que em setembro. Sem contar que nos últimos dez dias iniciei o projeto da Jillian.

Em questão de medidas, eu aumentei em 6 cm em relação ao mês anterior, porém ainda estou com 10 cm a menos de quando comecei a emagrecer que foi em julho. O peso está 100g a menos que em outubro. Vai entender, né? O jeito é não perder o foco. Simbora!

 

3 meses and keep couting


Com certeza se tivesse pegado mais firme, estaria com resultados maravilhosos! Mas…com seus precalços, tive recaídas, mas não desisti. Até participei de uma corrida forte, como a do shopping aricanduva. Sem contar que estive no “fervo” de terminar o TCC (coisa que está em seus momentos finais).

Eu tinha mencionado no mês anterior que fui olhar dentro de mim. E fui mesmo. Procurei uma nutricionista e ela me passou uma dieta. Não era nada impossível, mas tem se tornado difícil porque eu tenho dificuldades de levar a sério. Feio demais, eu sei. Na endócrino, ela também disse que estou muito acima do peso e que devo emagrecer, mas única coisa preocupante nos meus exames foi o nível de triglicérides, melhor maneirar nos pães e farinha branca.

Porém, eu engordei. Fiz bem menos exercício que no mês anterior e ainda comi muito mais. Resultado: a balança aumentou em 600 gramas. Foram 46 km de corrida em 7 horas. , três horas a menos que mês passado e 20 km a menos. Bem feinho…mas não posso desistir. De medidas, do mês passado cá, aumentei 10,5 cm dos 17 que havia perdido…que horror. Bora deixar focar mais. Sem desistir!

13ª semana


A 13ª semana também começou no domingo. Nossa, como eu ando cansada. Acho que é reflexo da má alimentação. Fui tentar correr e estava exausta. Corri apenas 5k e numa velocidade tão baixa que fiz em 37’52”, já fui beeem melhor.

Na segunda-feira, com muita dificuldade, eu saí da cama rs. E fui correr. Fiz meus 5k em 36’36”. Caminhei 500 m, trotei 500 e dei um tiro de 500m. Sábado, pilates. Semana fraca de novo, cadê o ânimo?

Até logo, chocolate!


Depois de tantas jacadas, de volta a um desafio que me fiz no fim do ano passado: tchau, chocolate. É isso mesmo! Tchau! Hoje foi o derradeiro dia: tomei um capuccino logo cedo e essa foi a minha despedida.  Vamos segurar até o Natal?  Ano passado se foram dois kg só de ter parado com essa coisa gostosa rs.

Simbora! Começa agora! Força, foco e fé. Fui.

2 meses and keep couting!


Já se passaram dois meses que resolvi mudar a minha vida, mas este segundo mês foi mais difícil que o primeiro.  Sabe por que?

Porque julho foi o primeiro mês e eu estava de férias da faculdade. Logo, corria de 5 a 6x na semana. Com a volta às aulas eu reduzi isso de 3 a 4 vezes na semana. Sem contar que dei uma escorregadinha a mais na alimentação. Por isso tive medo sim de me pesar e de tirar as medidas, mas não posso desistir. Mesmo que tivesse engordado, eu tinha que ver como estava indo.

Acabei correndo uma corrida de rua de 5k e dia 30/09 irei experimentar uma corrida de 9k, meus treinos agora aumentam. Tenho 4 semanas para conseguir correr sem morrer. A ideia é correr 1k a mais por semana. Outra novidade é que comprei uma balança digital. Estava cansada da analógica por dois motivos: se pisasse diferente na balança, o peso variava. Sem contar que eu ficava sem saber quantas gramas eu tinha, além do peso.

No fim do mês de agosto resolvi dar uma olhada por dentro de mim. Marquei endocrinologista e acabei indo em uma nutricionista. Os resultados conto em breve aqui.

Em agosto eu corri 63 km, 40 a menos que no mês anterior. Foram 10 horas, 31 minutos e 36 segundos e 4.865 calorias. Meu recorde na corrida de 5k foi 34’25”. Em média, diminui 1 minuto do mês passado. Minha velocidade média tem sido de 7.26 min/km. Na alimentação eu escorreguei um pouco mais e o resultado foi: na balança antiga (última vez que considero o peso dela), eu mantive o peso. Na balança nova acusou 66,6 kg. De agora em diante, me baseio nela. E nas medidas? Menos 8 cm! Uau! Eliminei mais no quadril e busto. Já se foram 17 cm!

Corrida contra o câncer de mama!


Eu e a Tatá momentos antes da largada!

Respirar errado dá nisso. Diminuir o passo até passar a dor

Nesse domingo foi a minha terceira corrida de rua! Desta vez papis e mamis não me acompanharam. Mas uma amigona foi!

Fiz os 5k em 37’13”, um pouco acima do que eu esperava, mas compreensível porque tinha umas subidinhas meio tensas…hahaha mas o que importa é que fui, mesmo tendo que caminhar uns 500 metros por ter respirado errado e doído o baço rs.
Na minha faixa etária fiquei em 137º, na frente de 125 pessoas. A única foto que saí no percuso foi essa que acredito que tenha sido tirada na hora que eu tava sentindo dor hahaha.

O que achei da prova? Confesso que fiquei meio perdida. Antes da largda tava aquela muvuca e os organizadores tentando direcionar: corrida desse lado..caminhada do outro…e por aí vai. Sem contar que só teve um ponto de hidratação e ainda com garrafinha! Sei lá…dava um certo trabalho abrir a garrafa enquanto corre e para alguém tropeçar em uma era dois palitos.

Digo que senti falta de outro ponto de água por causa das subidas. Tinha que ter mais um…sei lá..colocava um no 1,5km e outro nos 3 km. Assim dava mais fôlego ainda mais com o tempo super seco. Ao completar a prova, fui buscar a minha medalha linda e devorei a maçã hhahaha

Mas tenho que confessar…a largada ainda é um momento que me arrepia demais e cruzar a linha de chegada deixa qualquer um  feliz. É superar a si mesmo! Eu curti e já estou me preparando para a próxima.

Mais uma medalha para a coleção. Bora melhorar o tempo

8ª semana


Opa!!! Iniciando a 8ª semana no próprio domingo com uma corridinha delícia antes do almoço. Resolvi fazer o que costumo aos sábados: ver quão longe eu vou em 30 minutos. E para a minha felicidade, corri 4,4km! E fiquei de boa! Aeeee….sinto o meu objetivo cada vez mais perto (correr 5k em 30 minutos). Só que de noite, senti muito as minhas coxas gritando que resolvi dar a segunda-feira de folga para as minhas pernocas.

Fui correr novamente na terça-feira e ta dam! 5 k em 34’25”. Aeeeeeeeeeeeeee! Que lindo! Foi assim:
500 m 6km/h
1 k – 8 km/h
1 k – 9 km/h
500 m – 6,6 km/h
1 k – 8 km/h
500 m – 9 km/h
300 m – 10 km/h
200 m – 11 km/h

E depois andei 600 metros até voltar ao batimento cardíaco normal rs!!! Na quarta eu encontrei uma endocrinologista próxima ao trabalho. Na minha balança de casa estava apontando 65kg e na dela 66, 5kg. Não foi fácil ouvir o que eu já sabia: estou no sobrepeso. Ela jé me pediu diversos exames e já solicitou que eu fosse ao nutricionista. Ainda bem que o convênio tá cobrindo…segunda já tenho consulta por lá.

Na quinta eu não corri. Fui fazer o exame de sangue e o ultrassom lá. Mas na sexta-feira, enfrentei o tempo seco e fui pra esteira. Fiz meus 5k em exatos 35 minutos.
500 m – 6 km/h
1 k – 8 km/h/
1k – 9 km/h
500 m – 6,6 km/h
1 k – 8 km/h
500 m – 9 km/h
400 m – 10 km/h
100 m – 8 km/h

No sábado não pude correr porque domingão tem a Corrida contra o Câncer de Mama. Fui para o pilates. Na alimentação eu me sabotei um pouco essa semana ainda mais porque sei que segunda tem nutricionista….besta, né? Quis comer as coisas que sei que serei proibida.  Tenso, pensamento de gordinha….sai de mim!!! Bora para a 9ª semana com dieta nova!

7ª semana


Sem desistir, sem desistir, sem desistir. Esse é o meu lema. Afinal…eu já cansei de recomeçar…então…bora cansar de desistir.
Não está sendo fácil acordar cedo para correr desde que as aulas recomeçaram. Ainda mais que tive uma forte dor de cabeça que começou na sexta e só acabou no domingo que dormi mais de 10 horas e ainda tive a coragem de ir dormir às 17h e acordar só na segunda-feira. Mas, eu fui!

Segunda de manhã eu corri meus 5k em 36’05”.  Recorde por um segundo! aeeee Adorei. Mas na terça não deu para ir. E nem na quarta. Porém, quinta lá estava eu firme e forte. E novo recorde: 5k em 35:45. Aeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee mega felicidade!
Na sexta-feira fui de novo e fiz meus 5k em 36’02”.

A alimentação foi meio capanguinha, coitada. Dei umas abusadas em chocolates…talvez isso prejudique no resultado final. Como amanhã eu tenho evento das 6h30 às 18h, é capaz que não tenha forças para correr a noite, por isso, a 7ª semana encerra com apenas 3 treinos. Bora melhorar isso porque dia 26 agora tenho uma corrida de rua!  Rumo a 8ª semana! Será que chego no dia 1/9 com 63kg??? Tomara, mas se chegar aos 64kg já considero uma vitória!

6ª semana


Tava achando já que iria começar a “maldição” da sexta semana. Digo isso porque a derradeira vez que resolvi voltar a malhar eu parei na sexta, mas estou tentando ser mais forte. Digo que seria uma “maldição” porque eu simplesmente não tive coragem de acordar na segunda de manhã para correr. Lembrando disso, eu fiquei com tanto peso na consciência que acabei indo à noite, mesmo não gostando da minha “reação”.

Explico…é muito mais cansativo pra mim malhar depois de ter ido trabalhar e ainda pra aula da faculdade. Eu estava muito cansada, mas fui pra esteira mesmo assim.  No meio da minha corridinha, uma vizinha passou pelo salão de ginástica. Não deu 10 minutos ela desceu pra esteira também. Procurei correr meus 5k e fiz em menos de 37. Na verdade foi em 36’48”. Se tivesse ido de manhã, tenho a sensação de que teria corrido mais. Mas tudo bem. O importante é não desistir.

Essa semana não pude ir nem na terça e nem na quarta. Tive que entrar muito cedo no trabalho e tive aula até tarde. E quem disse que eu levantei cedo na quinta-feira? Estava exausta! Mas sexta tive mais que vergonha na cara e fui correr. E bati um recorde: fiz meus 5 k em 36’06”. Uau! Foi assim

500 m – 6 km/h
1 k – 8 km/h
500 m – 9 km/h
500 m – 6,6 km/h
1,5 k – 8 km/h
500 m – 6,6 km/h
500 m – 10 km/h

Sábado eu também fui correr por 30 minutos e consegui chegar aos 4,3 k! Depois uma hora de pilates! O problema dessa semana é que não fui muito regrada com a alimentação. Dei umas abusadas…o jeito é maneirar mais na próxima semana! A felicidade é que estou usando 42 sem elástico aeeeee!!! Simbora…rumo ao 38!

1 mês e keep counting!


Hoje faz exatamente um mês que decidi mudar meus hábitos alimentares e também a colocar meu corpo para funcionar melhor.  Eu tinha estabelecido emagrecer 11kg até julho de 2013 e nunca mais engordar.

A caminhada, ou melhor, corrida, não foi fácil não. Tive que abidcar das coisas gordinhas, dizer não a muitos chocolates, lanches e qualquer coisa que nos deixa instantaneamente feliz, mas que me arrependia de comer depois. Ao contrário da maioria das garotas que iniciam uma reeducação alimentar, eu fugi da dieta de 1200 kcal. E explico por que.

Jura mesmo que uma pessoa que ingeria mais de 2 mil iria aguentar muito tempo reduzir assim drasticamente? Eu sei que não. Porque eu já fui em uma nutricionista que tentou me passar uma dieta dessas, mas eu morria de fome e acabei desistindo 15 dias depois. Desta vez, resolvi fazer algo entre 1500 e 1800 kcal. Sim, pode ser alto ainda, mas já era uma diminuição do que eu vinha ingerindo. E como todo mundo fala que é melhor emagrecer gradualmente para não ter o efeito sanfona, resolvi tentar.

Isso significou também que os meus resultados podem sim demorar para aparecer, digo os resultados na diminuição do número da calça e o peso na balança. Mas, sinceramente, tem sido assim, mais “fácil”. A fome está mais amena porque como bem e o aplicativo “Nutrabem” tem me ajudado muito! Ele calculou sozinho essa meta calórica (de 1500 a 1836) baseado no meu peso, idade e altura e com isso ele previa que eu emagreceria 2kg por mês. Mas ele não é só um contador de calorias, ele divide os alimentos em grupos e me fala quantas porções de cada um eu devo comer. Por exemplo: de 4 a 5 porções diárias de hortaliças, de 3 a 5 porções diárias de frutas, de 0 a 2 porções semanais de doces e por aí vai.

Aí começou a cair a ficha que os 1500 ou 1800 kcal são meio ilusórios…porque não adianta eu deixar de jantar e comer uma barra de chocolate que contenha as calorias para a minha janta que vou emagrecer. Não, ele te ajuda a tomar consciência de que eu devo comer as coisas certas. Vou confessar que raramente eu bati todas as metas que ele me manda, mas vejo que quanto mais eu cumpro, mais coisas saudáveis eu como e mais satisfeita (de barriga cheia) eu fico. Está sendo uma experiência bem interessante.

Quanto aos exercícios, eu fiz também o que a maioria não faz. Eu deixei um pouco a musculação de lado. Explico: toda vez que eu inicio academia, eu ganho peso. Sim, massa magra. Da última vez que medi eu tinha quase 46kg só de massa magra, ganhei 5 em menos de 4 meses. Foi algo meio surreal. Por isso, resolvi focar no aeróbico antes, ainda mais que tenho pouco tempo para malhar na semana.

Escolhi a corrida como minha aliada. Por que? Você já viu algum corredor gordo? Ta dám!! Eis a minha justificativa. Quem tem acompanhado o meu blog sabe que estou dando os primeiros passos e tomando o maior cuidado com os joelhos. Durante o mês de julho, eu peguei muito pesado. Indo de 5 a 6 vezes por semana, mas agora com a volta às aulas e ainda sendo o último semestre, vou ter que diminuir o ritmo. A ideia inicial é ir de segunda, quarta, sexta (se der), sábado e domingo. E ainda quero correr meus 5k em 30 min. Quem me segue no instagram, face e twitter tem visto que posto sempre que corro uma foto com o tempo que fiz. Alguns amigos até me zuaram falando que só tiro foto do tênis e tal…mas não me importo. Estou buscando dentro de mim a força de vontade que preciso para me vencer. Voltar a um peso saudável. Claro que conto com o apoio de gente que gosto muito e também de um grupo que faço parte no Face chamado #pensandomagro. Ainda leio o blog Pensando Magro e comecei a ler o livro que tanto ajudou a Camilla Pires.

Em 30 dias eu corri 108 km no total. 18 horas, 16 minutos e 49 segundos. Queimei (segundo o app Runstatic) 9.138 kcal. Minha primeira corrida foi feita em  43’47” e a de hoje em 37’47”. Consegui diminuir 6 minutos e sei que para correr em 30min preciso correr 1k em 6 min. Atualmente a minha velocidade média é de 7’33” min/km.

Enfim,tantas mudanças e o dia da pesagem chegou. Eu estava um pouco apreensiva, mas o resultado foi mais que satisfatório. Em 30 dias eu eliminei 2kg da minha balança e 9 cm de medidas. Minha primeira vitória! E a luta só está começando! Simbora, #projetopensandomagro

4ª semana!


Minha quarta semana de malhação começou no domingo! Desci de manhã para a esteira e fiz os meus 5k em 38’20”.
500 m – 6 km/h
1,5 km – 7,4 km/h
500 m – 6,4km/h
500 m – 7,4 km/h
1,0 km – 8 km/h
700 m – 7,4 km/h
300 m – 7 km/h

Segunda-feira
Pique total na segunda de manhã. Fiz meus 5k em 38’15”. Aeee….5 segundos a menos hehehe
500 m – 6km/h
1k – 7,4 km/h
400 m – 6,4 km/h
1,1 km – 7,6 km/h
300 m – 6,4 km/h
1,2 k – 7,8 km/h
300 m – 8,4 km/h
200 m – 9,0 km/h

O almoço foi lindíssimo: muita salada, arroz integral com grãos, frango e couve! Nham…bate aquele desespero por comer besteiras, mas tenho que me segurar. De noite, fui à uma palestra sobre o Hitchcock para ajudar no meu TCC.

Terça-feira
Foi muito difícil encontrar ânimo para levantar da cama e ir correr. Estava cansada, tinha ido dormir tarde, mas a consciência pesou. Levantei, tirando forças do estômago, vesti minha roupa e fui para a esteira. Nela eu realmente percebi que estava exausta e fiz meus 5k em 38’50”. Foi super difícil. Fiquei esbaforida o tempo inteiro e transpirava pra caramba. Fiz assim:
500 m – 6km/h
1 k – 7,6 km/h
500 m – 6,4 km/h
1 k – 7,4 km/h
500 m – 6,4 km/h
1 k – 7,4 km/h
500 m  -9 km/h

A alimentação também foi muito bem cuidada!

Quarta-feira
Me dei de descanso da corrida porque ontem senti dores nas pernas. Então, bora dar um descanso para o músculo, mas não para a alimentação.

Quinta-feira
Acabei não indo correr também.

Sexta-feira
Com muito peso na consciência por ter me dado dois dias de descanso, parti para a esteira e bati mais um recorde pessoal. Fiz meus 5k em 37’40”.

500 m – 6 km/h
1 k – 7,4 km/h
500 m – 9 km/h
500 m – 6,4 km/h
1 k – 7, 4 km/h
500 m – 9 km/h
500 m – 6,4 km/h
300 m – 7,4 km/h
200 m – 6,6 km/h
100 m – 9,2 km/h

à noite tive festa na empresa e acabei comendo um pastel, um queijo coalho e ainda metade de fondue. É, eu sabia que ia acontecer rs

Sábado
Hoje fui apenas ao pilates porque minhas pernas doíam muito da corrida e por ter ficado muito tempo em pé ontem.

3ª semana


Opa! Faça chuva, faça sol a motivação tem que continuar!
Domingo eu não corri por conta de alguns compromissos. Mas segunda eu fui.

Acordei com uma chuva muito forte logo às 05h15. Tomei o meu café da manhã pré-treino (duas fatias de pão 7 grãos com geleia + 200 ml de NRG) e fui correr. Estava cansada e muito desanimada e acabei indo um pouco devagar. Fiz meus 5k em 40’04”. A corrida foi assim:

500 m – 6km/h
1k – 7,2 km/h
500m – 6,2 km/h
1k – 7,4 km/h
500 m – 6,4 km/h
500 m – 7,6 km/h
500 m – 7km/h
500 m – 6km/h

Não foi nada fácil. Não fiquei esbaforida, mas estava muito cansada. Depois do treino, bati meu shake e bebi ml de NRG com Thermojects. De lanche, comi um club social. O almoço foi meio calórico: bife a parmeggiana com arroz e fritas.De tarde, comi morangos. À noite, shake!

Estou seguindo o livro “pense magro” e senti na pele o que é ter que mudar o pensamento nesse domingo que passou. Vi o meu noivo comendo rocambole de chocolate que eu adoro, mas fui firme.

Terça-feira
Acordar com frio e chuva é bem desanimador para correr, mas lembrei dos benefícios que emagrecer vai me trazer e fui. Queria correr em menos tempo que na segunda e consegui. Fiz meus 5k em 39’39”.
500 m – 6 km/h
1k – 7,2 km/h
500 m – 6,2 km/h
1 k – 7,4 km/h
500 m – 6,4 km/h
1 k – 7,6 km/h
500 – 6,0 km/h

Quarta-feira
Me dei de descanso. Afinal morro de medo de machucar os joelhos. Não corri, mas cuidei da alimentação!

Quinta-feira
Depois de um dia de descanso eu queria correr em menos tempo que na terça. E consegui. Meus 5k foram em 39’20”. Fiz assim

500 m – 6 km/h
1 k – 7,2 km/h
500 m – 6,2 km/h
1 k – 7,4 km/h
500 m – 6,6 km/h
1 k – 7,8 km/h
500 m – 7 km/h

à noite dei uma escorregada na alimentação…rs…mas tudo bem, foi por um bom motivo.  Rever a amiga de infância.

Sexta-feira
Acordei disposta correr com tudo ahahhaa. E fui mesmo! Mais um recorde maravilhoso. E olha que desta vez eu corri em menos tempo do que na época que eu cheguei a participar de corrida de rua. Na esteira: 5k em 38’30”. Fiquei muito feliz.
500 m – 6 km/h
1 k –  7,4 km/h
500 m – 6,6 km/h
1 k -7,8 km/h
500 m – 6,6 km/h
1 k – 8,0 km/h
500 m – 7,0 km/h

Sábado
É o dia que escolhi para ver quanto eu corro em 30 min. E consegui correr bem. Foram 4,2 km. Não foi fácil não..teve momentos que cansei, mas eu consegui! Yeah

A novidade desta semana é que viciei em um outro app gratuito para celulares: NutraBem. Foi o primeiro aplicativo em português que encontrei que conta calorias, mede a quantidade de água que você bebe no dia, calcula as calorias que você deve ingerir de acordo com sua altura e peso atual para você emagrecer …enfim..tem coisa pra caramba! É muito legal mesmo!

2ª semana!


Olá! E passei pela primeira semana! Com a corrida em si até que foi “tranquilo”. Não quis puxar muito porque tenho medo de me machucar. Quanto à alimentação, foi meio jaca ainda. Preciso melhorar. Mas o pique continua e eu entrei na segunda semana!

Segunda-feira
Feriado em SP, eu podia ir trabalhar mais tarde. Aproveitei para dormir um pouco mais e fui correr umas 10h assistindo “Vamos correr!” da ESPN Brasil (bem interessante, viu!!!).  Fiz meus 5k em 39’36”. Um bom resultado!
500 m – 6 km/h
1 k – 7,4km/h
500 m – 6,6 km/h
1 k – 7,6 km/j
500 m – 6,8 km/h
1k – 7,8 km/h
500 m – 6,0 km/h

Meu café da manhã pré-treino foi o tradicional: duas fatias de pão 7 grãos com geleia de amora diet da Quennsberry + 400 ml de NRG com Thermojects (Herbalife). Depois do treino, bati o meu shake de baunilha com leite desnatado + 200 ml de thermojects. O almoço foi uma gracinha: bife grelhado com uma colhar de arroz integral + salada. Ounn!!! De lanche à tarde fui ao Spremuto (como eu adoro esse lugar) e comi um wrap de peru mineiro que tem apenas 290 kcal, mas é extremamente saboroso e enche, viu!!! De janta, como estava sem fome, repeti o café da manhã pré-treino.

Terça-feira
De volta à rotina, acordei cedão! E fui correr! A alimentação matinal se repetiu e os meus 5k foram percorridos em 39’10”. O treino foi quase igual, mas os 500 metros finais eu dei um mega gás e corri esbaforida. Saí extremamente cansada. Não foi fácil não! Acabei levando marmita para o trabalho e me comportei bem. De lanchinho tive club social e janta: shake!

Quarta-feira
Meu Deus…como eu estava cansada! E o cansaço apareceu no treino sim. Fiz os 5k em 39’40”. alguns segundos a mais de segunda-feira e de ontem. Sei que pode parecer besteira, mas se eu ganhar 1 segundo por dia, já fico feliz. A diferença é que tentei correr mais rápido, mas a minha recuperação acabou sendo muito lenta. Até tentei ver o que seria correr a 10km/h, mas só aguentei 200 metros…sim..tenho que ter calma!!! O café da manhã pré e pós-treino foram os mesmos de todos os dias. De almoço, yakissoba da mamis mais morangos de sobremesa. Jantar: shake!

Quinta-feira
Foi ainda mais difícil acordar porque os palmeirenses resolveram fazer mais barulho que os corinthianos. Acordei até assustada e demorou um pouco para a barulheira acalmar e conseguir dormir. Quase nem fui malhar, mas tirei força de vontade só de pensar nos resultados que terei em breve. Fiz meus 5k em 39’15”. Fiz assim:

500 m – 6 km/h
1 k – 7,2 km/h
400 m – 6,4km/h
1 k  – 7,4 km/h
300 m – 6,6 km/h
1 k – 7,6 km/h
300 m – 8,6km/h
500 m – 7,0 km/h

Depois caminhei mais 500 metros para desaquecer. Logo depois da corrida fui ao dentista retirar uma cárie. Fiquei com o rosto adormecido ainda na hora do almoço e não consegui comer quase nada porque doía muito abrir a boca rs…

Sexta-feira
Ainda estava sentindo dores na boca e acabei me dando um descanso, mas cuidei da alimentação!

Sábado
Bati um recorde: consegui correr 4 km em 30 mim! yeah! A minha meta é correr 5k em 30. Depois fui para o pilates. O almoço até que foi saudável, mas depois teve festa da empresa e acabei abusando um pouco….

Praticamente metade do mês já foi!! Vamos que vamos!
A novidade é que comecei a ler o livro que o Pensando Magro se inspirou. É bem interessante!

Aplicativos para o Projeto Pensando Magro


Eu sempre ouvi falar de aplicativos para Iphone, como o da Nike, que ajuda os corredores a registrarem o seu desempenho. Lançaram a versão para Android e resolvi instalar no meu celular, mas não deu certo. Pelo que entendi eu teria que correr com o celular para ele captar a minha corrida.

Fiquei triste, mas acabei encontrando outro app bem legal. Chama RunStatic. Por que eu gostei dele? Porque eu corro na esteira e marco a km completada com o tempo percorrido e ele já calcula as calorias que eu perdi.

É bem legal. Ele pede o peso e altura e pelo que entendi ele vai mostrar o gráfico da minha evolução. Além disso, ele vai somando toda a distância que percorri e vai me mostrando.

No caso, até hoje eu corri 20km e gastei 1.572 kcal só com a corrida! Dá até para inserir a quantidade de gordura atual que ele também vai monitorando!  É muito bacana. Sou novata nessas coisas e to me divertindo. Dá até para traçar metas: perder peso, correr 10km, correr 50 min, correr meia maratona e até maratona…é demais! (mas essa parte é paga rs)

Outros dois aplicativos que caíram na minha graça:

Ever Note Food – sabe a mania de tirar foto de comida pelo instagram? Esse aplicativo foi feito justamente pra isso. Você tira a foto, põe a legenda e ele organiza tudo lindinho no seu celular e também no site deles.

WomanLog – a famosa cartelinha da mulher. Ele tem um calendário que você marca o seu peso, humor, o que você ta sentindo (fome, ansiedade, TPM), início e fim do período menstrual e até mesmo os dias da pílula. Bem legal. Percebe-se nitidamente quando estamos chegando na TPM. Além de ter um design muito fofo.

E sabe o que é mais legal? Todos esses aplicativos tem a versão free para os androids! Yeah!

Enfim..é a tecnologia me ajudando a emagrecer. Yei!