Adeus ano velho, Feliz ano novo…


E chegou a hora do derradeiro post de 2011!  Hora daquele super-hiper-mega balanço do ano. Vamos lá?

O ano de 2011 começou com uma novidade sensacional: fiquei noiva! Pois é…em frente à praia, logo após o primeiro almoço do ano eu fui pedida em casamento. Super emoção! Dias depois me matriculei em um academia. Estava com 65,6 kg e 32% de gordura. Colesterol e triglicérides altíssimos! Tinha chegado o momento em que não poderia mais fugir de cuidar da minha saúde.

A academia foi uma novela. Faltei muito em alguns meses, ia todos os dias em outros, mas não cuidava muito da alimentação, mudei isso no derradeiro trimestre. Cheguei a perder muito peso, engordar demais, mas encerro o ano mais magra, triglicérides e colesterol baixíssimos,mas na luta para diminuir a glicose e a insulina no sangue. E claro que uma das resoluções para 2012 é diminuir essa taxa de gordura para 20%, no mínimo e tirar o medo da diabetes da minha frente para sempre.

Na faculdade tive meu grande desafio: produzir um curta-metragem. Foi estressante? Muito! Gratificante? Com certeza. Aprendi um bocado de coisas na marra mesmo e vi que sem organização a vida não anda, nem um curta rs. Percebi que escolhi bem em ter resolvido fazer outra faculdade. Claro que estou um pouco exausta, mas rádio e tv é tão a minha cara! Só que sem o jornalismo, isso não teria acontecido. Bizarro, né?

No estágio eu mudei de função. Estou aprendendo tanto! Cometo alguns erros ainda, infelizmente, mas começo a entender bem melhor o que é um rádio comercial. Bem diferente daquilo que eu imaginava antes de entrar. Confesso que já sei cantar quase todas as músicas hahaha e tenho um pouco de medo de fã de artista. Elas são capazes de cada coisa…nossa senhora! E o melhor de tudo é que cada vez menos eu fico inibida para lidar com pessoas (chefes, ouvintes e o que mais for preciso) e também a entender que cada um pensa diferente e que a união de uma equipe depende do equilíbrio dessas personalidades e o respeito de cada um. É, tô amadurecendo!

2012 será um fim de mais um ciclo! Mesmo que o mundo não acabe como os Maias previram, sei que pra mim um mundo vai terminar: da universidade. Pelo menos da graduação…pós, mestrado e doutorado ficam mais para frente.  O estágio termina e devo ir atrás de emprego (onde estou atualmente ou em algum outro lugar). Vou continuar com a academia, prestar muito mais atenção à minha alimentção e quem sabe já começar os planos efetivos para o casamento.

Me desejo mais calma em 2012. Afinal, ano de TCC, graduação e aquela sensação de “o que vai ser de mim depois de formada?” provam que será um ano um pouco estressante.  Mas…vamos que vamos! Bola pra frente!

Feliz Ano Novo pra todo mundo!!

Anúncios

Inter #2


Falei que iria dedicar um post às locações. E aqui está ele!

O nosso curta-metragem se passa basicamente em três lugares: um apartamento (sala, banheiro e quarto), praia e rua. Eu era extremamente à favor que fizéssemos em estúdio este apartamento já que ali poderíamos mandar na luz e ter o isolamento acústico perfeito. Mas como era um grupo a democracia acbaou indo contra a minha vontade. Tudo bem, faz parte.

Eis que a busca pelo melhor local foi intensa. Apartamento de amigos, apartamentos para alugar, apartamento de namorado de uma das integrantes do grupo e até apartamento de outra integrante do grupo. Para a minha intensa felicidade, o local escolhido foi este último. Depois disso começou a parte matemática da coisa. Medir o apartamento para a planta baixa (é muito difícil fazer escala para a minha pessoa rs) , tirar fotos para a direção de arte e fotografia pensarem no que queriam para cada cena. Imaginar onde a câmera poderia ser colocada…dentre milhões de coisas que se pensa para um cenário.

A dificuldade era saber que não poderíamos mudar muita coisa da casa uma vez que pessoas moravam ali. Mas com a paciência e criatividade conseguimos deixar a locação com o jeito mais próximo do imaginado pelo roteiro.

Parte importante do produtor é ser cara de pau. Deixar a vergonha de lado. Foi assim que fui até uma papelaria e pedi: “Moço, tem caixa de papelão sobrando aí?” Eis que eles tinham! Uhu!!! Um gasto a menos.

Encaixotamos várias coisas da casa e até as usamos como parte do cenário. Simples, barato e surtiu o efeito que era preciso. A locação da rua foi fácil. Na verdade não era bem na rua, era uma cafeteria/bar. Por conforto, fizemos um acordo com uma padaria que tem essas características e que fica do lado da faculdade.  A comodidade veio porque os donos do local já estão acostumados com os trabalhos do estudantes. Foi a locação mais fácil de arranjar.

O grande desafio foi a escolha da praia. Porque não era uma praia qualquer…tinha que ter um píer e ainda ser uma praia vazia ou com quase nenhum movimento. Inicialmente tentamos procurar em Santos, mas a cidade industrializada não tinha o clima do nosso curta. Até que meu noivo querido me deu uma linda ideia: passear por São Sebastião.

Por ser uma cidade litorânea e ainda próxima da Ilha Bela o que não falta lá é píer. Fomos felizes e contentes e levamos um susto ao saber que 90% dos píeres (é assim o plural?) que existem eram particulares. Até que numa curva da estrada…surge a placa “Píer do Pontal”…coração bate forte.

Quando descemos na praia, até uma lágrima caiu. Um píer lindo e sozinho em uma praia quase sem casas, com extensa faixa de areia…que emoção! Pra quem nunca foi lá, vale a visita. Que lugar mais lindo! Para completar a felicidade, o grupo aprovou a locação!

O que eu aprendi no fim de semana…


Quando a gente menos espera acontece milhares de coisas que nos fazem aprender…e muito! Nesse fim de semana passei por esta experiência e gostaria de compartilhar aqui.

1. Viajar na sexta-feira à noite pós-trabalhar pode ser cansativo. Mas se tiver pessoas legais junto com você no carro,a  diversão aparece com certeza.

2. O melhor Ovomaltine do mundo fica na rodovia dos Tamoios. Vale a pena pagar R$ 2,75 por um copo que dificilmente você vai provar sabor tão incrível.

3. Dizer adeus à uma casa pode ser mais estranho do que você imagina. O sentimento de apego briga muito com aquela sensação de que você não pertence mais àquele lugar.

4. Dormir às 0h e levantar às 03h não é impossível, mas cansa….e muito.

5. Não sou só eu que acordo com um baita de um mau humor…muito menos não sou a única que precisa de uns instantes na hora de acorda para assim poder iniciar uma conversa.

6. Tem gente que consegue acordar dando gargalhadas (ainda quero entender isso)

7. As meninas que usam maquiagem sempre ficam com cara de doentes quando acordam sem a maquiagem.

8. Organizar um café da manhã para 9 pessoas é muito difícil. Se acertei o gosto da metade, foi muito.

9. Ir para praia às 4h30 e chegar lá às 5h, dá medo. É tão vazio que qualquer movimento estranho, você arregala os olhos.

10. Ver que a reação das pessoas ao chegar ao lugar que você escolheu foi melhor do que você imaginava, anima qualquer pessoa.

11. Ver o sol nascer atrás da Ilha Bela é sensacional

12. Osbervar a mudança de iluminação e cores na água e naquele píer é como receber um presente de Deus de tão lindo que é.

13. O dia clareia mais rápido do que eu imaginava. Quando eu menos esperei, já tinah amanhecido totalmente.

14. Nunca jogue uma camisa social na água do mar muito menos arraste-a pela areia. Isto mancha, acredite!

15. Um blazer de brechó tem a enorme capacidade de sugar areia. Mesmo lavando 50 milhões de vezes, a areia permanece grudada nele.

16. Viajar de volta para São Paulo às 9h é cansativo. O silêncio no carro dominou a volta inteira. Sinto dó de quem estava dirigindo.

20. Chegar em casa às 13h com o sentimento de dever cumprido é uma das melhoras sensações da vida

21. Perceber que a dor de cabeça só vai passar depois de você dormir as horas necessárias do dia…

22. Perder o sábado inteiro dormindo de picado deixa o seu domingo mais descansado.

23. Contar com as pessoas e ver que o trabalho em grupo é fundamental

24. Aprender a respeitar as diferenças e confiar na capacidade de cada um…

25. Os borrachudos também habitam São Sebastião

26. Molhar o pé na água alivia a picada de borrachudo, mas não evita

27. A formação de nuvens de chuva perto da serra parece fumaça de poluição

É…quanta coisa para um fim de semana…isso porque só tenho 24 anos…